NOVO! Confira o último episódio do podcast Contabilidade sem neura Ouvir agora
Gestão Contábil

Migrar software para a nuvem: quando adotar essa estratégia?

5 Mins de leitura

A mudança no formato de sistema de gestão empresarial é uma tendência que tomou conta do mercado de desenvolvimento. Enquanto a maior parte das empresas de software já abandonou o modelo convencional e foca totalmente na modalidade web, contudo, é bem comum que algumas pessoas se perguntem — afinal, é preciso mesmo migrar software para nuvem?

Essa é resposta que trouxemos neste conteúdo! Se há alguns anos a computação em nuvem (cloud computing) era vista por muitos como uma novidade, hoje já se consolidou como uma estratégia e também como um movimento natural para todo tipo de negócio.

A nuvem é um formato que possibilita realizar as tarefas não mais no hardware do computador, mas por meio da internet. Isso quer dizer que o sistema deixa de ser um produto e passa a ser um serviço, disponível remotamente. Quer saber mais sobre o assunto? Veja a partir de agora se é viável ter um software na nuvem e quando adotar essa ideia. Boa leitura!

Por que os softwares estão migrando para nuvem?

Há bons motivos que justificam a migração para a nuvem, mas é importante destacar o principal deles — isso faz sentido comercial. Alguns preferem chamar de eficiência, outros acreditam que se pode realizar mais com menos. De qualquer modo, a computação em nuvem possibilita que você se concentre no que é relevante, o seu negócio.

A cloud computing pode ser utilizada para quase todos os tipos de aplicações e não somente à segurança da empresa, como muitas pessoas pensam. E, apesar de a ideia da computação em nuvem muitas vezes parecer difícil de se compreender, é claro que resulta em uma economia para quem faz uso, sobretudo às pequenas e médias empresas.

Os gastos com a compra de outros tipos de software e de hardware, por exemplo, deixam de existir, bem como os custos com manutenção. Além disso, você pode contar com um ambiente extremamente protegido contra ameaças virtuais e reais. Sem contar que se ganha mais espaço interno para os profissionais trabalharem.

Tanto o software quanto o hardware passam por atualizações constantes, garantindo, assim, que a sua estrutura acompanhe o mercado, permitindo alta competitividade. Por fim, vale destacar que a equipe técnica dá um atendimento mais ágil, porque pode acessar informações que não são identificáveis sobre o uso do sistema.

Os clientes também estão comprando smatphones, tablets e demais aparelhos baseados em cloud e desejam cada vez mais acessar seus softwares por meio desses dispositivos. Pois bem, os sistemas baseados em nuvem, por padrão, acabam oferecendo tal possibilidade.

Que motivos levam uma empresa a fazer essa mudança?

Se, mesmo depois da explicação acima, ainda restam dúvidas, veja a seguir os motivos para que uma empresa migre o quanto antes para a nuvem!

Corte de gastos

A estrutura de servidores para manter um negócio funcionando perfeitamente não é nada econômica, afinal de contas, além de ocupar um grande espaço, acaba gerando altos custos de reparo e de manutenção. A nuvem diminui todos esses gastos, pois não precisa ser mantida de forma física, além de ser possível usar o serviço de acordo com a demanda.

Se você é dono de uma empresa ou se está prestes a abrir uma, por exemplo, não vai precisar comprar um servidor próprio. Ao contratar um serviço de nuvem, consegue manter suas operações com um investimento bem menor.

Inovação

Por causa da flexibilidade de uso, do armazenamento de dados e da segurança, a nuvem ajuda a manter um ambiente de inovação dentro de qualquer negócio. Por que isso acontece? Pelo simples fato de ela estimular a rapidez, a criatividade e também a inteligência dos profissionais — impulsionando, assim, a produtividade de todos. Além do mais, o fato de investir em uma tecnologia que já é, por si só, inovadora permite que você esteja à frente da concorrência.

Solução de falhas e problemas

Toda empresa pode passar por falhas e por alguns problemas, entretanto, quando eles ocorrem na área da segurança de TI não é muito bom. Invasões, vazamentos e perda de dados podem significar muito mais do que uma simples dor de cabeça para sua empresa.

Um cliente que descobre que seus dados não estão protegidos, por exemplo, pode optar por fazer negócio com o concorrente. A cloud computing ajuda nesse cenário, afinal, é bem mais fácil garantir a segurança das informações em computadores remotos, cercados por diversas camadas de firewalls e totalmente resguardados por criptografia.

Um provedor de nuvem bem experiente no assunto é capaz de poupá-lo de muitos desafios, evitando várias falhas e problemas no seu negócio. Então, se você não acha que pode garantir a segurança das informações de clientes — e dos dados críticos que fazem a diferença no seu faturamento —, a melhor solução é migrar para a nuvem.

Flexibilidade de acordo com a demanda

Migrar para a nuvem vai possibilitar a contratação da “quantidade de espaço virtual” que sua empresa realmente precisa para hospedar os softwares utilizados, armazenar dados e muito mais. Conforme sua demanda aumenta, é possível ampliar a capacidade. Lembre-se de que tal flexibilidade permite que você invista os recursos economizados em várias áreas da organização, como treinamento de pessoal, desenvolvimento de serviços etc.

Quais são as vantagens de migrar software para nuvem?

Afinal, quais são as reais diferenças do software na nuvem? Confira as principais vantagens dessa solução e saiba por que vale a pena migrar para nuvem!

Economia

Na maioria das vezes, o investimento em tecnologia é ligado a um aumento de gastos. Porém, com a cloud computing não é isso que acontece. Graças ao seu modelo de negócio mais flexível, os serviços de computação em nuvem proporcionam uma diminuição contínua dos custos da companhia com TI.

Os valores envolvidos com data center, por exemplo, ligados à manutenção de hardware serão eliminados. A empresa não vai ter que se preocupar com licenciamento de softwares, troca de equipamentos e alocação de recursos. Sem contar que a computação na nuvem acaba totalmente com a necessidade de contratar grandes equipes de especialistas e de técnicos em suporte, pois esse trabalho vai ser encaminhado para aos profissionais que realizam a manutenção da infraestrutura de cloud computing.

Mobilidade

A mobilidade é uma das tendências do mundo empresarial, uma vez que ela diminui custos com infraestrutura física, reduzindo a necessidade de alugar salas para todos os profissionais em um lugar só. Outro aspecto é que ela colabora com o aumento da produtividade. Todavia, é importante lembrar que essa movimentação só funciona se os colaboradores tiverem acesso ao mesmo sistema operacional, de qualquer localidade — o que só se consegue com a nuvem.

Produtividade

Por falar em produtividade, a cloud computing otimiza o tempo da TI e limita as atividades operacionais dos colaboradores, fazendo com que eles consigam acelerar o tempo ao conquistar metas de negócios mais relevantes. Assim, também adquirem funções mais estratégicas e analíticas.

Expansão da capacidade tecnológica

Como os custos são reduzidos e todo o processo de TI em torno das aplicações passa a ser simplificado, não é nem um pouco exagerado afirmar que softwares na nuvem são excelentes para tornar o negócio mais competitivo no mercado. Se antigamente apenas as grandes empresas tinham acesso à tecnologia, hoje, já se pode falar em democratização da transformação digital, o que é muito bom, principalmente em setores de alta competitividade.

Enfim, como você pode ver, migrar software para nuvem é muito vantajoso para as empresas que querem manter a estratégia de privacidade e segurança dos seus dados e, ao mesmo tempo, ganhar em disponibilidade, escalabilidade e performance.

E aí, gostou de saber mais sobre cloud computing? Quer continuar a ler os nossos conteúdos? Então, assine a nossa newsletter para receber as novidades na sua caixa de entrada!

Powered by Rock Convert
153 Artigos

Sobre o autor
Diretor da Vertical Contábil da Alterdata.
Artigos
Artigos relacionados
ContabilidadeGestão Contábil

Planejamento Tributário para 2021: como organizar desde o início

1 Mins de leitura
00Saiba a importância de montar um planejamento tributário Veja por que é importante fazer um planejamento tributário para o seu negócio no…
ContabilidadeGestão Contábil

8 estratégias essenciais para evitar o calote do cliente

5 Mins de leitura
00Gerenciar um negócio é bastante desafiador, e um dos maiores obstáculos é evitar o calote do cliente. A empresa fica em um…
Gestão ContábilSem categoria

Entenda como usar o Clubhouse para contadores

4 Mins de leitura
00Usar o Clubhouse para contadores pode ser uma excelente forma de melhorar a performance nos negócios, além de ser um meio de…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.