Mobilidade corporativa e a motivação dos colaboradores

As novas tecnologias têm provocado mudanças gritantes na maneira como as pessoas se comunicam e se relacionam. Para não ficarem para trás, as empresas também precisam buscar soluções a fim de atender às demandas e expectativas tanto de seus próprios times como de seus clientes.

De fato, a conectividade trazida pelos aparelhos móveis ampliou imensamente as possibilidades de comunicação, superando distâncias e fronteiras geográficas. Nesse contexto é que surgiu a mobilidade corporativa! Com a adoção de dispositivos mobile, as equipes de trabalho se tornam mais dinâmicas e produtivas. Afinal, os gestores conseguem redefinir prioridades e ajustar o planejamento de forma ágil e prática.

Por meio de smartphones, tablets e notebooks, os profissionais podem acessar mensagens e e-mails, manipular dados, compartilhar atualizações e até mesmo participar de reuniões via videoconferência, sem a necessidade de estarem presentes no escritório. Essa conveniência também contribui para o bem-estar dos colaboradores, já que elimina certas restrições. Com isso, é possível perceber uma elevação nas taxas de motivação e de engajamento.

Vale lembrar que a mobilidade corporativa pode influenciar vários indicadores de desempenho e, por isso, deve fazer parte das políticas voltadas à gestão do capital humano. É preciso então compreender como esse conceito pode ajudar a construir vantagens competitivas perante o mercado. Quer entender melhor tudo isso? Acompanhe!

Benefícios gerados pela mobilidade corporativa

A mobilidade corporativa é capaz de produzir diversos benefícios para a empresa e também para seus profissionais. Confira agora mesmo os principais!

Velocidade da informação

Com os dispositivos móveis, as informações ganharam velocidade, chegando quase imediatamente aos destinatários. Assim, é mais fácil evitar defasagens, dúvidas ou erros de interpretação.

Tomadas de decisão

A mobilidade corporativa também ajuda no processo de tomada de decisão. O acesso permanente aos principais Key Performance Indicators (KPIs) garante mais autonomia para as equipes, criando condições para que todos melhorem seus resultados.

Automação de processos

Soluções como o Mobile Device Management (MDM) e o Mobile Application Management (MAM) permitem um gerenciamento bastante sólido dos processos internos, incluindo a automatização uma série de atividades administrativas ― tais como o cruzamento de dados, a checagem de inconsistências e a preparação de relatórios e inventários.

Redução de custos

A mobilidade ainda favorece a redução de custos operacionais ― com deslocamento, material de escritório e até com energia elétrica. Dessa maneira, a empresa pode investir mais em inovação e em projetos voltados ao crescimento estratégico dos negócios.

Compartilhamento na nuvem

O compartilhamento na nuvem garante mais flexibilidade, dispensando softwares e rotinas de manutenção. Fotos, áudios, vídeos, documentos, imagens e planilhas podem ser disponibilizados sem complicações, o que estimula a colaboração e a troca de ideias.

Motivação e engajamento

A dificuldade de locomoção dentro das cidades é um dos fatores que mais interfere na eficiência das empresas hoje em dia. O trânsito caótico dos grandes centros urbanos é um dos principais responsáveis pela baixa produtividade, provocando atrasos e gastos adicionais, além de cansaço e irritação. A mobilidade corporativa deve ser encarada, assim, como uma alternativa capaz de promover mais qualidade de vida ao time. Com esse recurso, o próprio colaborador pode organizar sua agenda, evitando desperdício de tempo.

Considerando que um dos maiores desafios das empresas hoje é a retenção de talentos, a modernização da gestão é indispensável. Já pensou que, com home office e horários flexíveis, é possível reduzir as taxas de turnover, bem como as despesas com rescisões contratuais e novos processos seletivos?

Infraestrutura necessária para implementar

Os dispositivos móveis já são usados para acessar, armazenar e transmitir informações corporativas. Agora as empresas devem entender a importância de aperfeiçoar as políticas internas! É preciso gerenciar esses dispositivos e aplicativos, de modo a garantir a segurança dos dados. Para tanto, é fundamental cuidar dos pilares da mobilidade corporativa. Conheça então esses pilares!

Identificação e validação

Usuários, dispositivos e aplicativos devem ser identificados e validados como participantes autorizados. De fato, a identidade é a base de qualquer estratégia de TI, principalmente quando se trata de mobilidade corporativa.

Segurança da informação

A segurança da informação também é um fator crítico para as empresas. Justamente por isso, existem diversas tecnologias sendo criadas e testadas constantemente com a intenção de impedir violações. Entenda: por causa do uso dos aplicativos, os dispositivos móveis contêm cada vez mais registros confidenciais. Assim sendo, é preciso contar com rotinas de verificação e defesa, além de controles realmente efetivos.

Gerenciamento de dispositivos

Os dispositivos móveis que ficam conectados às redes corporativas precisam ser gerenciados com mais rigor, de acordo com as políticas internas e com as regulamentações do setor. Nesse caso, é essencial estabelecer regras claras e normas de conduta, ainda insistindo na conscientização dos colaboradores.

Proteção contra ameaças

Como o número de dispositivos móveis usados em todo o mundo cresce vertiginosamente, é de se esperar que se tornem alvo de criminosos. E como diferentes plataformas apresentam diferentes riscos, é preciso localizar as vulnerabilidades e implementar medidas concretas para proteger os ativos. Um sistema de proteção completo deve prever situações como sequestro de informações, ataques de hackers, aplicativos falsos, navegação desprotegida, perda do aparelho e até mesmo uso inadequado da bateria.

Controle de compartilhamento

Na verdade, o compartilhamento de arquivos não é um problema exclusivo dos dispositivos móveis. Contudo, considerando que a nuvem já é a opção mais óbvia e simples para a distribuição e sincronização de informações, é primordial que as empresas implementem mecanismos de monitoramento e fiscalização para que essa facilidade não se transforme em um risco.

Performance e disponibilidade

A mobilidade corporativa depende também da performance e da disponibilidade das aplicações, que impactam diretamente na produtividade dos times, no nível de atendimento aos clientes, no prazo de resposta e, claro, no faturamento. Desse modo, é preciso investir em uma infraestrutura robusta, capaz de assegurar a estabilidade e a confiabilidade necessárias.

Mas atenção: para implementar verdadeiramente a mobilidade corporativa, a empresa deve apostar em diversas categorias de tecnologia, integrando soluções. Essa integração é recomendada, pois contribui para a redução de custos e também possibilita uma gestão mais enxuta e inteligente, com o aproveitamento correto dos recursos financeiros e humanos.

Viu como é importante acompanhar essa tendência e preparar a empresa para os próximos estágios da mobilidade corporativa? Quer saber mais sobre tecnologia e gestão? Acompanhe a Alterdata nas redes sociais e fique por dentro das novidades do setor! Estamos no Facebook, no LinkedIn, no Twitter e no YouTube!

 

Related Posts

Implantação de ERP passo a passo: confira!

Balancete dinâmico: acompanhe as finanças em tempo...

6 estratégias para aumentar o lucro do restaurante

Deixe uma resposta