NOVO! Confira o último episódio do podcast Contabilidade sem neura Ouvir agora
Tecnologia

Inteligência Artificial na contabilidade: confira as principais tendências

4 Mins de leitura

Não é nenhuma novidade que a tecnologia está trazendo transformação digital aos mais diversos segmentos do mercado e, com isso, gerando novas formas de executar processos cotidianos e lidar com as informações de clientes e fornecedores. Dado o contexto, a Inteligência Artificial na contabilidade é uma tendência natural que está cada vez mais presente no setor.

Com seus recursos de automação de tarefas e algoritmos de aprendizagem altamente avançados, a IA tem auxiliado contadores com o cálculo de tributos, gerenciamento de questões empresariais burocráticas, identificação de pontos de melhoria, entre outras soluções.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você entenda como a Inteligência Artificial na contabilidade já é uma realidade e de que forma ela está trazendo inovação ao setor. Continue a leitura e saiba mais!

Como a Inteligência Artificial pode ser aplicada na contabilidade?

Antes de tudo, é importante contextualizar o que é de fato Inteligência Artificial. Seu conceito está diretamente associado à capacidade de computadores “pensarem” e agirem como se fossem seres humanos. Isso quer dizer que a IA é uma tecnologia que permite às máquinas, a partir de dados colhidos, aprender, “raciocinar” e tomar decisões inteligentes.

Dito isso, é correto afirmar que a presença da tecnologia na sociedade moderna está mudando a maneira que as empresas e pessoas se relacionam, pagam suas contas, realizam tarefas cotidianas e até mesmo consomem conteúdo.

O escritório de contabilidade não fica para trás, assim como a maneira que os seus profissionais desenvolvem as funções contábeis. Afinal, muito tem mudado em termos de classificação fiscal, tributação, enquadramento tributário e regras de cálculo. O setor tem tido ganhos relevantes com o surgimento de softwares de gestão empresarial — fundamentados em Inteligência Artificial — capazes de:

  • eliminar grande parte dos procedimentos manuais;
  • otimizar as rotinas operacionais no escritório contábil;
  • aproximar o cliente e melhorar o relacionamento comercial;
  • automatizar a emissão de NF-e;
  • realizar apurações e recolhimento de tributos com mais precisão;
  • otimizar a cálculo da folha de pagamentos;
  • checar o CNPJ do fornecedor ou cliente com mais segurança;
  • fazer correções de inconsistências de dados com antecedência;
  • realizar a classificação fiscal de documentos;
  • analisar comportamentos de indicadores de resultados;
  • identificar pontos de melhoria;
  • calcular tributos.

Esses e outros aspectos diminuirão consideravelmente as atividades operacionais no escritório de contabilidade, que costumavam ser realizadas de modo manual. Hoje, um bom sistema de gestão contábil e empresarial pode ser usado em conjunto com sistemas e aplicativos do Governo e da Receita Federal. A outra vantagem é que essas ferramentas emitem notificações, alertando o contador a respeito da proximidade dos prazos de vencimento de impostos, entre outras responsabilidades tributárias.

O que a tecnologia está trazendo de novidades?

Como foi dito na introdução, a tecnologia tem transformado os mais diversos segmentos do mercado, proporcionando facilidades às necessidades pessoais e empresariais da sociedade moderna. A seguir, mostraremos algumas tendências que estão em ascensão no momento.

Machine Learning

Sem dúvida, esse é um dos pilares que sustentam a Inteligência Artificial na contabilidade e em qualquer outra área em que ela atue. O Machine Learning, também conhecido como aprendizado da máquina, é uma tecnologia que avança conforme os computadores adquirem a habilidade de aprender somente com o mínimo de programação.

O que queremos dizer é que, normalmente, um computador é limitado a realizar apenas o que foi programado para fazer e dentro do prazo estabelecido. Com a Machine Learning, a máquina aprende as “regras” sem necessitar da intervenção de terceiros, formando seu próprio banco de dados — do qual utilizará as informações contidas para tomar decisões melhores e autônomas à medida que assimila coisas novas.

No setor contábil, por exemplo, ela pode ser útil em melhorar as interações com os clientes que receberam atendimento por chatbots pelo site ou software da empresa. As interações são otimizadas a cada novo atendimento, a ponto de proporcionar uma experiência muito mais agradável aos usuários.

Deep Learning

Trata-se do espectro do aprendizado do computador em que algoritmos de nível muito mais complexo são aplicados para simular a rede neural do cérebro humano. A ideia aqui é fazer com a IA seja capaz de aprender áreas de conhecimento mais profundas, com pouca ou nenhuma supervisão.

O fato é que no Deep Learning os algoritmos usados são compostos pela inteligência necessária, de modo que o computador reconheça não apenas imagens e a voz de pessoas, mas também leia a linguagem natural e hábitos (processos) de aprendizado por conta própria. Em outras palavras, ele tem conexões de redes neurais artificiais tão intensas, que podem propagar as informações utilizando o mesmo fluxo da cadeia de pensamento de uma pessoa.

Processamento de linguagem natural

Por fim, o processamento de linguagem natural é o recurso tecnológico que conclui o ciclo de lógica da Inteligência Artificial. Também conhecido pela sigla PNI, ele utiliza as mesmas técnicas de Machine Learning e Deep Learning ao identificar e reconhecer padrões de dados em conjunto e linguagem humana natural.

O objetivo é tornar as interações entre máquinas e pessoas mais fluida e menos robotizada a fim de que o atendimento ao cliente seja aprimorado a níveis ainda não vistos. No mercado atual já existem os chatbots, que são robôs de atendimento que atuam como assistentes virtuais.

Essas tecnologias são programadas a auxiliar os usuários em níveis primários e intermediários de dúvidas. Embora ainda sejam limitados em muitos aspectos, conseguem ajudar a solucionar uma série de problemas sem que seja necessário transferir o usuário a um atendente humano — o que agiliza o processo e satisfaz o cliente.

A Inteligência Artificial na contabilidade não é vista como um diferencial competitivo ou um mero capricho de empreendedores com perspectiva de inovação, mas como uma realidade que se faz mais presente à medida que a tecnologia evolui e o comportamento da sociedade muda. Implementar soluções fundamentadas em IA em seu escritório contábil é garantir que o negócio esteja acompanhando a evolução do mercado.

O assunto abordado neste artigo foi útil para seu escritório de contabilidade? Então, compartilhe este conteúdo nas redes sociais e repasse o conhecimento aos seus amigos e familiares!

153 Artigos

Sobre o autor
Diretor da Vertical Contábil da Alterdata.
Artigos
Artigos relacionados
AlterdataTecnologia

Verdadeiro ou Falso da LGPD: "O aceite da política de privacidade é forma de coleta de consentimento"

4 Mins de leitura
00Se você caiu de paraquedas nesse artigo, recomendamos que olhe as postagens anteriores sobre a LGPD para entender melhor sobre o que…
Tecnologia

Trabalho remoto: como fazer segurança de dados

4 Mins de leitura
00Estamos passando para uma das fases mais difíceis não só de saúde, mas nos negócios e economia em geral. Diante desta dificuldade…
Tecnologia

Existe relação entre a COVID e a tecnologia das empresas?

3 Mins de leitura
00Nos últimos meses temos observado, e sentido, o grande impacto do Coronavírus no mundo. Há especialistas que dizem que este é o…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.