NOVO! Confira o último episódio do podcast Contabilidade sem neura Ouvir agora
Supermercado

A gestão de compras eficaz no varejo de supermercados

4 Mins de leitura

Saber como fazer a gestão de compras em um supermercado é muito importante, tendo em vista que isso impacta diretamente nos lucros do estabelecimento.

No entanto, sabemos que essa atividade pode se tornar mais desafiadora quando é realizada por apenas uma pessoa, que é o que acontece em praticamente todos os estabelecimentos menores, como os mini mercados.

As boas práticas para a gestão de compras também são necessárias para quem atua pela internet, por meio de um e-supermercado. Isso porque, mesmo que não exista um estabelecimento físico, as compras precisam ser programadas para bem atender as demandas dos consumidores.

Pensando em ajudar quem tem uma equipe ou faz a gestão de compras sozinho, desenvolvemos este artigo. Esperamos que a leitura seja útil para você. Acompanhe!

5 dicas para fazer uma boa gestão de compras no supermercado

A seguir, apresentaremos uma série de dicas para que você possa fazer uma boa gestão de compras no seu supermercado. Acompanhe e veja como colocar todas elas em prática!

1. Entenda o conceito de previsão de demanda

A previsão de demanda tem como objetivo antecipar as necessidades dos clientes pelos produtos do supermercado. Trata-se de uma espécie de análise projetada no futuro, que serve para criar um planejamento para o estabelecimento.

Ao trabalhar com a previsão de demanda, você pode fazer a sua gestão de compras com base no giro do produto no ponto de venda, levando em consideração as sazonalidades e promoções envolvidas.

Imagine, por exemplo, a época de Natal. Nesse período, é natural que a busca por determinados itens cresça. As pessoas começam a procurar mais por perus e outras aves natalinas, castanhas, nozes, romãs, panetones, entre outros itens que são típicos da ceia em família no fim de ano.

Por isso, você já sabe que precisa abastecer o seu supermercado com esses produtos e, dessa forma, conseguir atender a demanda dos clientes. Em outras épocas do ano, a busca por esses produtos cai e você não precisa ter tantas unidades deles em estoque.

2. Trabalhe com o conceito de gerenciamento de categorias

O gerenciamento de categorias é uma estratégia bem conhecida no trade marketing, que trata sobre a forma como os produtos são expostos em um ponto de venda.

Nos supermercados, por exemplo, os layouts das lojas são organizados por categorias de produtos. Geralmente existe um espaço para alimentos de cesta básica, uma área para frutas e legumes, um local para as carnes, gôndolas exclusivas para itens de limpeza etc.

Na gestão de compras, você também pode aplicar esse conceito, visando entender quais categorias pode incluir ou excluir do seu supermercado. Isso varia muito, dependendo do perfil do seu público e até mesmo da localização do estabelecimento.

Em um supermercado grande, que atende a uma grande quantidade de clientes e fica localizado no centro da cidade, por exemplo, ter uma variedade ampla de categorias pode representar uma alta lucratividade. Afinal, haverá público para toda essa demanda.

Agora, para um mercadinho de bairro, que geralmente serve para socorrer os moradores de um bairro mais afastado, como quando acaba um alimento ou produto de limpeza em casa, ter muitas categorias, talvez, não seja tão interessante.

Para esse tipo de estabelecimento, poderá ser mais interessante trabalhar apenas com itens básicos ao fazer a gestão de compras. Assim, se evitam os produtos parados em estoque, que podem trazer prejuízo se não forem comercializados logo.

3. Tenha um bom relacionamento com os fornecedores

Ao fazer a gestão de compras no supermercado, é bem importante procurar ter sempre um bom relacionamento com os seus fornecedores. Tente sempre honrar os seus compromissos e fazer os pagamentos em dia, além de agir de forma ética com eles.

Em contrapartida, você poderá contar com eles para atender demandas urgentes, renegociar preços e conseguir ofertas mais vantajosas. Lembre-se que, se você comprar com valores mais baixos, poderá repassar isso aos clientes e vender mais, sem perder a margem de lucro.

4. Trabalhe com a curva ABC na gestão de compras

A curva ABC é uma metodologia criada pelo economista Vilfredo Pareto. Também conhecido como princípio 80/20, esse método diz que 80% das consequências advêm de 20% das causas.

Trazendo essa realidade para os supermercados, se trabalham com três modalidades de produtos, que formam a chamada curva ABC. Veja:

  • Produtos da curva A: correspondem a 80% do faturamento do supermercado;

  • Produtos da curva B: correspondem a 15% do faturamento do supermercado;

  • Produtos da curva C: correspondem a 5% do faturamento do supermercado.

O que acontece muitas vezes é que os supermercados ficam com muitos itens concentrados na curva C, que traz poucos lucros. Enquanto isso, os itens que estão na curva A e trazem uma maior rentabilidade, são pouco explorados no estabelecimento.

Ao trabalhar com a curva ABC no supermercado, você poderá ter uma gestão de compras mais eficiente. Isso porque pode priorizar as compras de produtos que estão na curva A e fazer campanhas e promoções para aumentar as vendas deles, por exemplo.

Dessa forma, o seu estabelecimento terá uma lucratividade maior e poderá ter mais resultados financeiros positivos.

5. Tenha um software de gestão

É bem interessante contar com o auxílio de um software de gestão eficiente para fazer a gestão de compras no supermercado. Com esse tipo de programa, você poderá estabelecer vários processos e controlar os números do estabelecimento.

Ao conhecer quais são os itens mais vendidos, ter um controle de estoque eficiente e ter relatórios da curva ABC, fica muito mais fácil de programar as compras com qualidade e efetividade.

Isso tudo acontece quando você tem um bom sistema de gestão, que realiza todas essas atividades de maneira automatizada. Além disso, com um bom ERP, você também poderá ter armazenados todos os dados dos seus clientes e fornecedores.

Assim pode programar promoções específicas para atender a determinados grupos de consumidores, ao mesmo passo em que contata os fornecedores. De tal maneira, poderá ter mais resultados positivos no seu negócio, divulgando esses itens no Instagram, por exemplo.

Seguindo essas dicas, você conseguirá fazer uma gestão de compras mais eficaz no varejo de supermercados. Logo, poderá potencializar os lucros do seu estabelecimento, além de ter um maior controle de estoque e não gastar de forma desnecessária.

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você! Aproveitamos a oportunidade para convidá-lo a baixar o nosso e-book “O guia completo da gestão no mini mercado”. Ele traz dicas incríveis para você gerenciar todos os setores do seu estabelecimento. Não deixe de conferir!

193 Artigos

Sobre o autor
Diretor da Vertical de Gestão da Alterdata.
Artigos
Artigos relacionados
Supermercado

Como definir o sistema de caixa de supermercado da sua loja?

5 Mins de leitura
Conheça o sistema de caixa de supermercado da Alterdata e saiba como ele pode auxiliar no sucesso do seu negócio!
Supermercado

Qual o melhor software para supermercado?

5 Mins de leitura
Seu mercado cresceu e a tecnologia pode ajudá-lo a se desenvolver ainda mais. Veja como escolher o melhor software para supermercado!
Supermercado

8 dicas para acertar na escolha do sistema de mercado

5 Mins de leitura
Você está precisando escolher o melhor sistema de mercado? Veja 8 dicas interessantes para acertar na escolha e veja como a Alterdata pode te ajudar. Vamos lá?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.