Aprenda a escolher bons fornecedores para restaurantes

A gestão do estoque é um dos setores mais importantes de um estabelecimento comercial, pois está diretamente ligada à disponibilidade de produtos, à lucratividade e ao nível daquilo que é oferecido ao público. Nesse sentido, escolher bons fornecedores para restaurantes é crucial.

Quando o negócio conta com bons parceiros comerciais, é possível garantir compras mais seguras e de qualidade, facilitando a fidelização de clientes. Além disso, relações de confiança com fornecedores abrem portas para negociações nas quais todos saem ganhando: o restaurante, o parceiro e o consumidor.

Quer ajuda para escolher os melhores fornecedores e ter cada vez mais sucesso em suas parcerias? Acompanhe o post!

Avalie as referências e licenças do fornecedor

Antes de fechar parceria com um fornecedor, é importante verificar sua reputação no mercado. Converse com colegas do setor, pesquise opiniões e feedbacks na internet e procure os resultados das avaliações anuais pelas quais esses tipos de negócio devem passar.

Você pode solicitar à empresa os certificados e licenças de inspeções que ela possui, uma vez que é essencial que estejam de acordo com as normas de segurança alimentar. Esses cuidados ajudam a conhecer não só a origem e procedência das matérias-primas que você utilizará no seu restaurante, como também o cadastramento, adequações e laudos a respeito dos alimentos.

Nas primeiras negociações, você ainda pode aproveitar para perguntar sobre a maneira que o fornecedor utiliza para contratar seus funcionários, conhecer sua situação financeira e fiscal e questionar a existência ou não de problemas e processos legais. Caso a luz vermelha acenda para um ou mais desses itens, busque outro fornecedor.

Prefira fornecedores das proximidades

Como você sabe, grande parte dos produtos e insumos que um restaurante precisa ter data de validade e necessitam de cuidados de transporte e armazenamento. Por isso, é importante que o fornecedor não seja de um local muito distante do seu estabelecimento.

Esse cuidado, além de atender às suas demandas com mais agilidade, ainda pode garantir matérias-primas mais frescas. Afinal, a qualidade dos produtos sempre será melhor se você escolher fornecedores que trabalhem dentro dessas premissas e nas suas proximidades.

Note que essa diferença de escolha é sentida pelos clientes, e a qualidade percebida em cada um dos pratos pode fazê-los preferir o seu restaurante em relação a outros. Inclusive, muitos consumidores não se importam em pagar um preço mais elevado por saber desse cuidado.

Outro ponto positivo dessa preferência se reflete na tendência atual de cozinhar com produtos locais, algo que é muito valorizado pelo público. Nesse caso, assegure-se de que seu parceiro certifica a origem dos insumos e que valoriza os pequenos produtores.

Visite os parceiros sempre que possível

Uma boa prática para ter a certeza de contar com bons fornecedores é adquirir o costume de visitá-los e conhecer seus métodos e processos produtivos. Assim, você se certifica de estar trabalhando com as melhores matérias-primas possíveis para o valor que estiver pagando.

Para os fornecedores de alimentos frescos, você pode visitar as lavouras, fazendas e criadouros e verificar se as práticas são condizentes com as esperadas. Já para o setor de industrializados, vá até as fábricas e procure entender mais sobre o que é inserido nos itens que você serve no seu negócio.

A prática serve até mesmo no caso das bebidas, onde você pode visitar os engarrafadores. De modo geral, mesmo que você não vá diretamente ao parceiro, essas ações rendem melhores contatos e oportunidades de conseguir preços e condições mais atrativas no futuro.

Conte com vários fornecedores para restaurantes

No dia a dia de um restaurante, uma das piores coisas que podem acontecer é o seu principal fornecedor falhar com o cumprimento de um serviço importante. Isso pode significar uma compra de emergência e um ajuste ou exclusão de pratos para aquele dia, o que consequentemente causa um desequilíbrio no orçamento.

Para evitar situações como essa, é aconselhável que o seu negócio trabalhe com vários fornecedores, de modo que mantenha as margens de lucro como o desejado. Procure não se apegar a apenas um parceiro para cada tipo de produto, sobretudo para os insumos mais frescos, cujos preços variam ocasionalmente.

Uma maior gama de parceiros evita o risco de que seu restaurante fique sem matérias-primas essenciais para o funcionamento. Além disso, ter vários fornecedores permite fazer pesquisas de preços. Por isso, estude os prazos de entrega e escolha sempre o melhor e mais em conta.

Monte uma lista de pelo menos 4 empresas para cada tipo de insumo, pois essa quantidade permitirá ter a flexibilidade citada acima.

Negocie bons preços

Outra variável importante na busca por bons fornecedores é a relacionada aos preços: eles precisam ser compatíveis com o seu orçamento e representar, no máximo, 30% do valor final do prato. Portanto, é preciso negociar.

Com parceiros que oferecem determinados produtos, é possível conseguir preços por temporadas. Já com outros, como os fornecedores de frutas, peixes e legumes (estes têm preços que mudam constantemente), você deverá fazer escolhas baseado nos preços que mais lhe convenham.

É praticamente inevitável ter que negociar os valores com seus fornecedores — isso porque, quanto menores seus gastos, maiores serão os seus lucros. É claro, tudo sempre dentro das boas práticas do mercado, para que ambos os lados possam ganhar tanto nos preços como nas condições de pagamento.

Dentro desse tópico, é importante frisar que seu restaurante deve sempre priorizar a qualidade, e não o preço. Como já mencionamos, o cliente prefere pagar um pouco mais caro por uma refeição deliciosa do que pagar pouco por uma comida que não seja tão saborosa.

Certifique-se da pontualidade nas entregas

Um restaurante precisa que as entregas dos seus fornecedores sejam realizadas diária e pontualmente. Não menospreze a importância de preparar os alimentos servidos aos consumidores com produtos novos e frescos. Somente dessa maneira a qualidade esperada pelos clientes será alcançada.

Logo, é fundamental que a sua gestão se certifique que os parceiros atendam aos prazos de entrega estabelecidos e cumpram com os acordos. Isso é imprescindível tanto para a qualidade dos seus pratos como para o funcionamento do estabelecimento.

Como vimos, ter bons fornecedores para restaurantes é tão importante quanto ter o melhor cardápio. Afinal de contas, em um estabelecimento do setor de alimentação, tudo anda de mãos dadas. Quando a qualidade, a disponibilidade e os custos dos produtos são excelentes, o restaurante tem condições de oferecer a melhor comida para seus clientes, pelo melhor preço. Nesse caso, o resultado é satisfação na certa!

Gostou deste post sobre como escolher bons fornecedores para restaurantes? Então, acompanhe nossa marca nas redes sociais para ter acesso a outros conteúdos! Siga-nos no Facebook, Twitter, YouTube, LinkedIn e Instagram.

Como fazer o gerenciamento de estoque com eficiênciaPowered by Rock Convert

Related Posts

Demonstrativo financeiro: saiba como fazer para seu...

Como definir os indicadores mais importantes para meu...

IRPJ: como é a declaração do Imposto de Renda para...

Deixe uma resposta