6 estratégias para aumentar o lucro do restaurante

O perfil do mercado gastronômico no Brasil mudou bastante desde os anos 80, saindo de empreendimentos tipicamente familiares, com uma gestão baseada na própria experiência, para estabelecimentos vistos como empresas, gerenciados por profissionais extremamente qualificados. E é claro que toda essa evolução afeta diretamente o potencial de lucro do restaurante.

Essa nova visão de gestão abre as portas para a inserção de diversas estratégias que podem ampliar (e muito) a receita do empreendimento, além de tornar a marca ainda mais conhecida no mercado. Pensando nisso, trouxemos para este post 6 estratégias para você conseguir levar seu restaurante para outro nível. Confira!

1. Crie promoções atrativas

Para boa parte do público, os valores expostos no cardápio são um aspecto essencial na hora de decidir onde, quanto e o que consumir. Isso sem contar que o preço pode ser decisivo para o cliente resolver se vai voltar ao estabelecimento ou se o indicará para os amigos. É aí que entram as promoções.

Trata-se de uma estratégia de atração e retenção de clientes, que pode acontecer sazonal ou permanentemente. Alguns exemplos simples e eficientes são:

  • montagem de combos de produtos com preço reduzido, combinando bebidas e lanches, por exemplo;
  • oferta de descontos para quem trouxer mais clientes;
  • oferta de benefícios aos clientes que fazem check-in nas redes sociais;
  • oferta de descontos para a degustação de novos pratos.

Lembre-se, porém, de que promoções não se resumem a descontos. É preciso entendê-las como estratégias que têm como objetivo fornecer aos clientes alguma vantagem, benefício ou facilitação para a venda.

2. Ofereça um diferencial

É claro que as promoções que você oferece podem trazer certo destaque em relação aos concorrentes, mas criar um diferencial de valor é uma questão maior. Afinal, reduzir preços qualquer estabelecimento pode fazer, não é mesmo? Questione-se: o que faz meu restaurante se diferenciar dos outros?

Essa reflexão é essencial para você iniciar sua campanha de marketing, já que a estratégia deve focar justamente nesses diferenciais. Tenha em mente que, na prática, o diferencial pode até fazer seu público pagar mais caro! Mas como criar esse elemento distintivo?

O segredo está na experiência de consumo. Isso pode vir por meio da apresentação do prato, do ambiente, da localização do estabelecimento, dos serviços fornecidos, do tipo de atendimento e por aí vai. Restaurantes temáticos, por exemplo, costumam chamar a atenção do público. Ingredientes únicos também são muito apreciados. Seja criativo, desde que nunca se esqueça da qualidade!

3. Treine a equipe

O bom atendimento entra em muitos tópicos sobre qualidade e lucro de qualquer restaurante. Afinal, são os funcionários que entram em contato direto com o cliente, antes mesmo de degustarem um prato. Pensando nisso, trate de investir no treinamento e na qualificação dos profissionais.

Mas atenção: não se trata apenas do atendimento. Os garçons, por exemplo, precisam ser treinados sobre formas de vender mais e melhor, já que também são vendedores. O conhecimento sobre técnicas de venda casada, portanto, pode aumentar bastante o lucro do restaurante. Acompanhamentos, entradas, sobremesas e até um simples cafezinho: tudo isso é consumo. É papel dos garçons sugerir esses upgrades.

4. Use um software especializado

O lucro do restaurante também é impactado por aspectos que acontecem nos bastidores do negócio. A forma como o gestor gerencia as informações operacionais, por exemplo, pode dar maior agilidade aos processos, gerando dados importantes para a tomada de decisões acertadas.

É por isso que restaurantes, lanchonetes e bares têm adotado softwares de gestão especializados, que ajudam a dar maior controle sobre os diversos setores do estabelecimento, promovem a integração entre os dados, dão maior segurança aos registros, bem como oferecem mais praticidade no atendimento tanto balcão quanto nas mesas.

Com um aplicativo instalado em um smartphone ou tablet, por exemplo, o garçom pode fazer os pedidos na mesa, como uma forma de comanda eletrônica. O registro vai automaticamente para a cozinha, onde o prato será preparado. Isso agiliza a comunicação e dispensa as idas e vindas do funcionário do salão para a cozinha, aumentando sua produtividade. Além disso, dessa forma as vendas ficam integradas ao sistema financeiro do negócio, automatizando o fechamento das comandas e a emissão das notas fiscais.

5. Invista no bom atendimento

No universo dos restaurantes, o sabor dos pratos é apenas um dos fatores determinantes para atrair e fidelizar o público. É isso mesmo: o consumidor não usará apenas o paladar para avaliar a qualidade do seu negócio, mas também a visão, a audição e o olfato. Isso significa que é importante fornecer uma experiência completa para os clientes no atendimento.

Para tanto, você precisará preparar o ambiente de modo a fazer com que todos se sintam confortáveis. Isso inclui tanto a decoração, a música ambiente e a organização quanto a atitude da equipe. É fundamental ter funcionários simpáticos e sempre prontos para prestar o melhor atendimento possível.

6. Considere fatores comportamentais

Talvez você fique surpreso ao saber como alguns detalhes na hora de montar seu cardápio podem fazer diferença aos olhos dos clientes. Sim, fatores psicológicos podem afetar a decisão dos consumidores na hora da compra. A revista Galileu listou alguns estudos realizados ao redor do mundo que revelaram práticas simples e eficientes implementadas pelos melhores restaurantes. Confira só algumas conclusões:

  • omitir o símbolo monetário ($) contribui para o cliente não relacionar o consumo à ideia de gastar dinheiro tão rapidamente;
  • valores quebrados, tipo 8,50 ou 25,99, são mais bem-vistos;
  • descrever os pratos de modo criativo ou até romântico enche os olhos e o paladar, também valendo usar o nome da marca do produto;
  • atribuir uma ligação afetivo-familiar pode mover o cliente a consumir, como nomeando certa sopa de sopa da vovó;
  • inserir produtos muito caros serve para destacar os mais baratos.

Como você pôde perceber, são estratégias simples, mas muito eficientes, que podem não apenas aumentar o lucro do restaurante, mas também fortalecer sua marca no mercado, atraindo um público cada vez maior. O que ainda está esperando para colocá-las em prática?

Antes, porém, que tal aproveitar para aprender mais sobre ferramentas avançadas de gerenciamento? Confira nosso post sobre ERPs e tire todas as suas dúvidas sobre esses softwares!

Related Posts

Inteligência de dados no departamento pessoal: quais...

Previsão orçamentária: qual a sua importância e o...

Alterada resolução que dispõe sobre os prazos para...

Deixe uma resposta