Supermercado

Boas práticas da gestão de estoque em supermercados

4 Mins de leitura

A gestão de estoque em supermercados é um processo importante, pois vai além de apenas disponibilizar produtos para os clientes.

Ela evita a ruptura de estoque, quando os clientes buscam por algum item, mas ele não está disponível para a venda.

Também garante oferecer os produtos desejados, além de minimizar danos por má manipulação ou por vencimento.

Processos bem estabelecidos na gestão de estoque garantem o bom andamento da rotina diária. Quer saber quais são?

Nós listamos boas práticas de gestão de estoque em supermercado. Acompanhe!

Entenda o que entra e o que sai

Básico? Sim, mas essencial para a gestão de estoque em supermercados.

Ter um registro do fluxo de mercadorias significa entender o que entra e o que sai. Para isso é indispensável ter um sistema para registrar as movimentações.

Isso significa registrar tudo desde a chegada dos produtos que vieram pelos fornecedores do seu estabelecimento.

Outro ponto importante, além de saber o que e quando chegou à loja, é ter o registro do que está sendo vendido. O histórico de saídas é essencial para as estratégias de marketing e, consequentemente, o impulsionamento das vendas.

Não ignore os inventários

Se o sistema de gestão de estoque em supermercados não faz inventários, busque fazer o seu.

Basta um dado digitado incorretamente para provocar algo maior.

Como o seu objetivo é reduzir a quantidade de falhas, o inventário garante que os registros estão sendo feitos corretamente. Possibilita correções antes que se transformem em prejuízos.

Estabeleça uma frequência para realizar o inventário e treine os profissionais necessários para essa tarefa a partir de uma metodologia padronizada.

Tome decisões baseadas em dados

Toda e qualquer decisão em relação à gestão de estoque em supermercado só vai funcionar plenamente se for baseada em dados.

Para saber o que vale ou não a pena manter atualizado, antes é necessário conhecer o que é mais ou menos vendido.

Os dados revelam informações cruciais para o sucesso do seu negócio. Por mais que esteja em funcionamento há pouco tempo, será possível ter boas ideias a partir dos dados já coletados.

Invista em uma equipe comprometida e profissional

Invista em uma equipe comprometida e profissional

Para confiar nos funcionários que farão os registros, a catalogação de itens, o recebimento e a distribuição de produtos, será necessário investir neles.

Sabe o funcionário que veste a camisa da empresa? O segredo para tê-lo está no processo de contratação. Quando é bem feito, atrai o talento certo.

É importante que o seu supermercado tenha programas de treinamento para todos os colaboradores, inclusive os antigos, pois estes devem passar por reciclagem.

Quando você investe no preparo da sua equipe, obtém profissionais capacitados nos quais poderá confiar.

Acompanhe o vencimento dos itens

É essencial ficar de olho no vencimento dos itens. Isso deve ser feito desde quando são adquiridos até o momento que entram em exposição.

Registre as datas de validade para evitar perdas por falta de atenção.

Quando as datas de vencimento estiverem próximas, faça promoções para estimular as vendas.

O Mercado Vanessa, em São Paulo, utiliza essa estratégia de modo amplo.

Esse estabelecimento compra alimentos próximos ao vencimento que teriam o destino descarte e revendem por um preço bem abaixo do normal.

Ah! A organização na gôndola também ajuda. Basta seguir o modo PEPS, ou seja, primeiro que entra, primeiro que sai.

Tenha em mãos os índices de giro dos produtos

As promoções dos fornecedores são excelentes para ajudar na redução de custos. Mas, em algumas ocasiões, não são tão boas.

Para saber quando é o momento de aproveitar, tenha em mãos os índices de giro dos produtos.

Quando uma mercadoria demora para sair, não adianta comprar muitas de uma vez. Tenha em mente que estoque é capital de giro parado!

Cuide das condições de armazenamento

Esse cuidado é essencial para garantir a segurança dos clientes.

Há produtos que, por causa das más condições de armazenamento, podem estragar mesmo estando dentro do prazo de validade.

Antes de comprar, tenha certeza de que pode manter os produtos de forma adequada antes de oferecê-los para os seus clientes.

Trabalhe com estoque mínimo e emergencial

O estoque mínimo, como o nome indica, é a quantidade ideal do item para determinado período. Entretanto, imprevistos acontecem.

Para evitá-los, trabalhe com uma margem de segurança. Ela é chamada de estoque emergencial e ajuda a suprir a demanda caso haja aumento repentino na procura.

Cada canal de venda tem o seu estoque

Essa boa prática de gestão de estoque em supermercados é fundamental para os estabelecimentos que trabalham com mais de uma modalidade.

Se você vende presencialmente e por meio de aplicativos de entrega, anote a dica.

Cada canal de venda deve ter o seu estoque. Os itens podem dividir o mesmo espaço, mas as quantidades adquiridas devem respeitar as demandas dos canais.

Faça a curva ABC

Ela permite identificar os produtos-chave para o seu supermercado.

Essa é uma excelente prática de gestão de estoque em supermercados, pois divide os produtos em três categorias. São elas:

  • A: representam 20% do estoque, mas respondem por 80% do faturamento.
  • B: correspondem a 30% do estoque, mas respondem por 15% do faturamento.
  • C: representam 50% do estoque, mas representam 5% do faturamento.

Note que essa análise indica, por exemplo, o que não pode faltar no estoque, além de apontar no que é mais interessante investir.

Aumente a quantidade de fornecedores

Não se torne dependente de apenas um ou dois fornecedores.

Qualquer problema ou atraso na entrega vai impactar na rotina do seu supermercado.

Aqui, a dica de gestão de estoque em supermercados é ampliar a quantidade de fornecedores.

Além disso, tenha sempre atualizada uma lista com os principais fornecedores dos seus produtos mais importantes, para ter a quem recorrer quando for necessário.

Invista em um bom sistema de gestão de estoque em supermercados

Um bom sistema de gestão de estoque em supermercados conta com funções como:

  • relatórios de Business Intelligence;
  • facilidade para criar e receber vendas;
  • gerente eletrônico;
  • assistente de compras;
  • padronização de tarefas e rotinas;
  • aumento da produtividade;
  • cadastramento de produtos e suas tributações;
  • gestor financeiro;
  • importação de notas fiscais;
  • precificação de produtos;
  • ajuda no reajuste de preços;
  • controle de estoque.

Dica extra: existe um software de gestão para supermercados que é capaz de fazer tudo isso e muito mais.

Conheça o Alterdata Shop, sistema de automação que oferece as ferramentas para a completa gestão do seu mercado, desde as compras, passando pelo controle de estoque, até o caixa.

343 Artigos

Sobre o autor
Diretor da Vertical de Gestão da Alterdata.
Artigos
Artigos relacionados
Supermercado

Como escolher a melhor distribuidora de alimentos para supermercado?

4 Mins de leitura
Distribuidora de alimentos para supermercado: saiba como escolher a parceira ideal para alavancar o seu negócio.
Supermercado

Tecnologia para supermercados: conheça 3 ideias para aprimorar sua gestão

4 Mins de leitura
Com o apoio da tecnologia para supermercados é possível colaborar para otimizar a performance de todas as áreas do empreendimento.
SupermercadoVarejo

Descubra quanto custa para montar um supermercado pequeno

4 Mins de leitura
Quanto custa para montar um supermercado pequeno? Entenda quais são os principais centros de custo neste artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.