Sistema de gestão integrada: 7 sinais de que você precisa mudar o seu

Quem trabalha no setor alimentício sabe que o dia a dia é muito corrido, com inúmeros pontos e processos a gerenciar. Por conta disso, atualmente, todos os restaurantes, lanchonetes e bares com administração profissional adotam um sistema de gestão integrada. Inclusive, ter um software de gestão que atenda às necessidades da empresa em sua plenitude é fundamental para se manter no mercado e proteger sua lucratividade. No entanto, a própria correria do cotidiano faz com que muitos donos de estabelecimentos deixem de atualizar suas tecnologias e sofram com as consequências negativas que isso traz. Conhecendo esse desafio, preparamos este post com 7 sinais de que você precisa mudar o seu software de gestão. Acompanhe a seguir!

1. Não acompanha as necessidades da empresa

Se você nota que o seu sistema não acompanha as necessidades do seu dia a dia, saiba que algo está errado. De modo geral, esse é o primeiro e também um dos mais graves sintomas que indicam que é preciso considerar outra solução para fazer o controle estratégico e operacional do negócio. Muitas vezes, para que as tarefas rotineiras não sejam interrompidas, quem lida com o software precisa adotar algumas saídas alternativas, mas sabe-se que elas não correspondem exatamente ao que a empresa precisa. Alguns exemplos de falta de adequação da ferramenta são: cadastros com campos preenchidos de forma adaptada e procedimentos realizados com etapas faltando (ou ainda ignoradas).

2. Necessidades de controles paralelos

Se tudo estiver funcionando da maneira correta e simplificada, uma organização que investe num sistema de gestão integrada não precisa criar controles paralelos para conseguir operar adequadamente. É claro que criar um ou outro arquivo para fazer avaliações momentâneas, por exemplo, não significa nenhuma falha ou problema no software de gestão. Por outro lado, se existe um grande volume de criação desses controles fora do sistema, há um sinal de que ele está incompleto, defasado ou inadequado para o perfil e exigências da empresa.

3. Informações desatualizadas

O sistema de gestão também é utilizado pelos negócios para a emissão de notas fiscais e para o controle das informações que são repassadas aos órgãos fiscalizadores. Dessa maneira, o software é fundamental para o cumprimento das exigências legais. Logo, se a legislação sofrer alterações e o ERP não acompanhar as mudanças, ele fica desatualizado e pode causar prejuízos ao seu estabelecimento. Um erro contábil, por exemplo, pode resultar em multas e gastos com regularizações. Contar com uma plataforma atualizada e de acordo com as normas atuais é imprescindível para a correta condução do seu negócio.

4. Dificuldade em utilizar o sistema

Outro sinal de que algo não vai muito bem é a grande dificuldade dos usuários para utilizar o software de gestão. A difícil usabilidade afeta a produtividade da equipe e do próprio gestor, uma vez que os envolvidos acabam gastando mais tempo do que o normal para executar suas tarefas. Quando a situação chega a esse ponto, a ferramenta pode causar aversão por parte dos que a utilizam, aumentando a criação de controles paralelos — o que não é saudável para a gestão do restaurante como um todo.

5. Baixo nível de automatização

Um dos principais benefícios de contar com um software de gestão é a automatização dos processos, principalmente os mais rotineiros. Assim, o negócio ganha mais tempo e os colaboradores podem se ocupar com tarefas menos operacionais e mais intelectuais. Além disso, essa facilidade elimina significativamente erros cometidos nos procedimentos conduzidos de maneira manual. Se o seu sistema exige a constante intervenção humana para operações simples ou demanda que tudo seja repassado pela supervisão de muitas áreas, a ponto de tornar os processos lentos e fracionados, talvez essa solução não seja a mais adequada para o seu estabelecimento. Quanto mais madura for a ferramenta, mais ela busca a automação, deixando para os colaboradores apenas as tarefas de análise e interpretação de dados já previamente processados.

6. Falta de suporte técnico de qualidade

Esse fator é bastante preocupante e deixa claro que é chegada a hora de mudar de software de gestão. Tal indicativo por si só sugere que a fornecedora da solução não domina bem o seu próprio negócio. A expertise do projeto pertence aos desenvolvedores, e os contratantes precisam que o suporte técnico seja fornecido contínua e profissionalmente. Existe a possibilidade de que o fornecedor do sistema ainda esteja passando pela fase de amadurecimento e se estabelecendo no mercado. Isso significa que ele ainda não tem uma experiência sólida, mas que está se desenvolvendo para oferecer o melhor possível ao cliente. Contudo, é preciso que você avalie bem em que situação a empresa fornecedora do sistema se encaixa. Ligações ignoradas, tíquetes não respondidos e atendimento preguiçoso, por exemplo, são sinais de que manter esse relacionamento pode prejudicar o seu negócio, visto que, sem ter a ajuda necessária, um pequeno imprevisto pode se transformar em um grande transtorno. Em todos os casos, é preciso que você entenda qual é o motivo da deficiência e avalie se a gestão da ferramenta é falha, exigindo uma tomada de decisão imediata, ou se é algo que pode aguardar um certo tempo para uma resolução definitiva.

7. Crescimento empresarial

Por fim, o crescimento empresarial é um sinal positivo de que o seu restaurante pode necessitar de um novo sistema de gestão integrada. Esse ponto não leva em consideração somente o momento presente, mas também as projeções futuras. Se seu estabelecimento tem planos arrojados de crescimento para os próximos anos, você precisará de uma ferramenta de qualidade para ajudá-lo a alcançar essas metas de maneira prática. Considere que, para crescer, é preciso ter muita organização, controlar os custos e conhecer plenamente as operações do restaurante. Portanto, é preciso que o seu ERP esteja de acordo não somente com as suas necessidades atuais, mas também seja capaz de entregar bons resultados quando as transações e atividades diárias ficarem mais complexas. Pode ser que o software que você utiliza hoje não suporte essas mudanças e, assim, tenda a ficar instável, aumentando a propensão a erros e prejudicando o seu negócio. Por isso, antes que quadros como esse aconteçam, é bom que você escolha outra ferramenta que atenda suas novas necessidades. Se a administração do seu negócio apresenta um ou mais dos sinais listados acima, não tem jeito: é hora de trocar o seu sistema de gestão integrada! Inclusive, é preciso agir rápido, pois, caso contrário, a tecnologia deixará de ser uma aliada e atrapalhará a sua gestão. A boa notícia é que existem softwares de gestão desenvolvidos especificamente para restaurantes e negócios do setor alimentício. Com isso, as necessidades são atendidas plenamente e você só tem a ganhar. Quer conhecer um sistema de gestão integrada com foco em restaurantes? Entre em contato conosco!

Inscreva-se na nossa newsletter e mantenha-se informado sobre os principais assuntos do ramo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sobre

Desde o início, sempre com soluções próprias, +400k sistemas em operação com facilidade, simplesmente porque acredita que ter bons produtos é fundamental, além do essencial, é ter um ótimo atendimento.

©1989 - 2019 - Alterdata Software - Direitos reservados.