NOVO! Confira o último episódio do podcast Contabilidade sem neura Ouvir agora
Gestão

Controle de inadimplência: veja como fazer uma boa gestão deste indicador

5 Mins de leitura

A maior parte das empresas tende a focar os seus esforços e recursos nos processos relacionados a vendas — o que não é um erro, já que boa parcela dos resultados do negócio estão diretamente ligados ao esse viés. No entanto, gestores, líderes e profissionais de vendas precisam entender, também, que tão importante quanto vender é conseguir receber pela venda. Nesse ponto, entra em cena um indicador fundamental para as empresas: o controle de inadimplência.

A inadimplência é, sem dúvida, um dos maiores entraves dos processos de vendas dos negócios. Para se ter uma ideia, no primeiro semestre de 2019, dados do Serasa indicavam que 63 milhões de pessoas se encontravam em situação de inadimplência, representando 40,3% da população adulta do país.

Essa realidade reflete diretamente nas atividades financeiras das empresas. Por isso, ter um bom controle de inadimplência é fundamental. Para ajudar você a gerir melhor esse indicador, continue com a leitura e acompanhe algumas dicas importantes!

Impactos da inadimplência da saúde financeira da empresa

No contexto empresarial, a inadimplência pode se transformar em um grande problema. Com as vendas sendo realizadas e o estoque consumido, é necessário receber o pagamento dos clientes para fazer reposições e arcar com todos os custos envolvidos na atividade da organização.

Contudo, quando os índices de inadimplência crescem, a realidade do negócio pode ser outra. O primeiro impacto a ser percebido é a ruptura no caixa. As entradas de capital não correspondem às estimativas e nem são suficientes para compor os custos, deixando o negócio em uma situação complicada.

A inadimplência, na prática, pode gerar grande desorganização financeira na empresa, prejudicando o orçamento anual e inviabilizando a manutenção de atividades. No mais, pode contribuir para atrasos no pagamento de fornecedores e obrigar gestores e líderes a recorrerem a medidas emergenciais, como contratar empréstimos.

Por essas e outras razões, é muito importante conhecer o cenário da inadimplência do negócio, avaliando dados e o comportamento dos clientes. Dessa forma, os gestores podem antecipar problemas e adotar medidas para minimizá-los.

3 dicas para fazer o controle de inadimplência

Agora que você já entendeu os impactos negativos que a inadimplência pode trazer para uma empresa, é hora de darmos um passo adiante. A seguir, reunimos 3 boas práticas relacionadas ao controle de inadimplência que ajudarão você a acompanhar melhor esse indicador e aumentar o rigor nos processos financeiros do seu negócio. Confira!

1. Acompanhe os números diariamente

O primeiro passo para se desenvolver um bom controle de inadimplência é conhecer o real cenário da empresa. Para isso, os gestores e líderes precisam compreender a profundidade e gravidade do problema. Acompanhar os números de perto, todos os dias, é uma ação indispensável nesse processo.

Com o acompanhamento dos dados é possível identificar tendências e comportamentos, avaliando quais são os fatores que estão contribuindo para a inadimplência do cliente. A exemplo, é possível perceber se existe alguma relação com o período do ano, com o tipo de serviço oferecido ou com a maneira como ele cobrado.

No mais, é muito importante trabalhar com números precisos e organizados, obtidos a partir de análises confiáveis. Hoje, já existem soluções tecnológicas capazes de auxiliar os negócios na gestão, coletando, padronizando e estruturando informações de vendas, finanças e outros setores.

2.Tenha uma régua de cobrança

A régua de cobrança é uma ferramenta de grande importância para a gestão da inadimplência. Sua função principal é garantir mais visibilidade para a empresa, sobretudo no que se relaciona com vendas e cobranças.

Powered by Rock Convert

A régua indica informações como:

  • fatura próxima da data de vencimento;
  • fatura no dia do vencimento;
  • fatura vencida recentemente;
  • fatura com muito tempo de atraso.

Ou seja, a régua traz um controle temporal das dívidas de um cliente, servindo de norte para que a empresa saiba como proceder. Assim, se uma fatura estiver próxima do vencimento, as equipes podem contactar o cliente para lembrá-lo. Em outra circunstância, se a fatura estiver vencida, cabe uma abordagem mais incisiva, sendo mais ou menos flexível de acordo com o tempo que a dívida ficar em aberto.

3. Esteja disposto a negociar

Reduzir os índices de inadimplência dentro de uma empresa geralmente não é uma tarefa simples. Porém, as coisas podem ficar muito mais fáceis quando se está disposto a negociar a dívida com o devedor.

Nesse ponto, é fundamental entender os motivos que levaram ao quadro de inadimplência. No mais, é importante considerar o histórico de relacionamento com o cliente, entre outras variáveis que podem tornar o processo de negociação mais ajustado.

Dito isso, você pode buscar caminhos para auxiliar o seu cliente a sair dessa situação, recuperando o crédito e colocando o negócio novamente nos eixos. Algumas das estratégias de negociação mais utilizadas são o parcelamento, a redução de multas e juros e a dilatação de prazos de pagamento.

Como um ERP online pode ajudar

Hoje, os dados são tidos como ativos valiosos para as empresas. Diferentes decisões são tomadas com base em indicadores e estatísticas. Por isso, acompanhar essas informações de forma precisa e consistente é, sem dúvida, um grande diferencial competitivo.

Nesse ponto, o software ERP Alterdata traz um reforço significativo para o negócio. A partir de um painel de controle, gestores, líderes e equipes têm à disposição um conjunto de dados estratégicos sobre os pontos críticos da empresa — como vendas, financeiro, clientes e outros.

O ERP reúne todas essas informações, permitindo uma gestão muito mais ampla, ao mesmo tempo em que é também mais simplificada. Por meio de painéis gráficos, é possível acompanhar o desempenho dos setores e avaliar a performance das vendas — verificando, inclusive, qual compra gerou determinado pagamento, quais títulos foram pagos, as contas a pagar e contas a receber e muito mais.

Além de ser um excelente recurso para o controle de inadimplência, o software também conta com funções que permitem ir muito além. Com disso, sua empresa tem acesso a diversas funcionalidades pagando mensalmente pelo plano que mais seja aderente às necessidades internas.

Na prática, o ERP online oferecido pela Alterdata garante diferenciais valiosos para sua empresa, auxiliando diretamente em pontos como:

  • otimização da segurança das informações;
  • emissão de documentos fiscais, como NF-e (nota fiscal) e NFC-e (nota fiscal de consumidor eletrônica);
  • redução de processos manuais, lentos e burocráticos — como as tradicionais planilhas;
  • parametrização de dados, colocando a empresa em conformidade com as melhores práticas do mercado;
  • agilidade nas ações, em função da automatização e centralização das informações no software;
  • avaliação profunda e detalhada a partir de uma linha do tempo que oferece informações sobre produtos, notas fiscais e estoque, por exemplo;
  • implantação simplificada e com um alto poder de integração.

Com o apoio da tecnologia e da inteligência dos dados, o controle de inadimplência pode ser desenvolvido com muito mais eficiência e agilidade. Nesse ponto, um ERP oferece uma visão ainda mais profunda das finanças do negócio, ajudando os gestores a compreenderem melhor o cenário vivenciado e, com isso, obter insights para responderem com muito mais precisão.

Então, gostou deste artigo? Quer ter todos os diferenciais de um ERP online trabalhando a favor do seu negócio? Acesse nossa página e conheça melhor a solução da Alterdata!

Soluções em cloud para acelerar a produtividade e eficiência da equipePowered by Rock Convert
218 Artigos

Sobre o autor
Diretor da Vertical de Gestão da Alterdata.
Artigos
Artigos relacionados
GestãoVarejo

Qual o melhor software de gestão para pequenas empresas?

5 Mins de leitura
Sabia que o ERP for ME é o melhor software de gestão empresarial para pequenas empresas? Venha conosco e entenda mais sobre ele agora mesmo!
Dicas de GestãoGestão

Como as Redes Sociais são importantes para uma aproximação com seu público- alvo

4 Mins de leitura
00As redes sociais e o público-alvo têm uma relação muito direta. Afinal de contas, essas mídias se tornaram canais de comunicação com…
Gestão

Gestão de tarefas: como fazer e quais ferramentas utilizar? Entenda aqui

4 Mins de leitura
00A gestão de tarefas é mais do que uma simples atividade de rotina de um negócio. Na verdade, é um recurso fundamental…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.