NOVO! Confira o último episódio do podcast Contabilidade sem neura Ouvir agora
Material de Construção

Quando mudar de fornecedores para loja de ferragens?

4 Mins de leitura

Você sabe quando é o momento certo de trocar seus fornecedores para loja de ferragens? A resposta vem por meio da boa gestão desses parceiros, um conjunto de processos essenciais e estratégicos para o sucesso da operação do negócio.

A gestão envolve a avaliação periódica desses parceiros, pois aponta o surgimento de oportunidades em que vale a pena trocar de fornecedor. Isso é fundamental, inclusive, para construir a vantagem competitiva da sua loja de ferragens. Ter o suporte dos melhores parceiros ainda assegura a saúde e a longevidade do negócio, fazendo com que exista por muito mais tempo. Por isso, tenha em mente que os fornecedores vão além do ressuprimento de materiais e peças.

E para te ajudar a saber quando trocar seus fornecedores para loja de ferragens, nós separamos algumas dicas bem importantes. Dá uma olhada nelas!

Seis dicas para saber quando é hora de mudar os fornecedores para loja de ferragens

1. Os valores dos produtos, peças e insumos estão altos demais.

Essa é a primeira característica que você deve avaliar em seus fornecedores para loja de ferragens. Não faz sentido mantê-los quando há outros que praticam preços mais competitivos. No entanto, é fundamental ter atenção a um aspecto. Os valores devem ser comparados entre os mesmos produtos, peças e insumos. Além disso, observe se há alguma compensação que justifique os preços acima da média.

Pode ser que o seu concorrente pague menos, entretanto receba os materiais em um prazo impraticável para a sua loja — seja pela alta saída ou necessidade de disponibilidade imediata.

2. Itens com qualidade inferior aos fornecidos pelos concorrentes

Além dos valores, a gestão de fornecedores deve envolver a análise dos itens que são entregues à sua loja de ferragens. Quando estes são inferiores aos dos concorrentes, é preciso ligar o alerta.

Itens com baixa qualidade podem ocasionar trocas frequentes, o que não é interessante para o negócio, porque aumenta os custos. Além disso, o cliente que passa por essa situação tende a escolher peças melhores em uma próxima oportunidade. Mas se são os seus concorrentes que vendem este produto, e não você, tenha certeza que seu cliente não retornará. Por isso, verifique quais são os produtos, peças e insumos que eles comercializam para competir no mesmo patamar.

fornecedores para loja de ferragens

3. Os produtos fornecidos apresentam defeitos com frequência

O segredo é analisar! A própria experiência do dia a dia com os vendedores indica quais são os produtos que apresentam defeitos com frequência. No entanto, o ideal é manter um relatório sobre o assunto.

Cada vez que um produto, peça ou insumo apresenta problemas, isso deve ser reportado de maneira formal ao fornecedor. Desse modo, ambos ficam cientes da situação para tomar providências.

Se não há disposição ou interesse do fornecedor em melhorar essa situação, este é o sinal que você precisa para trocá-lo. Lembre-se de que os defeitos recorrentes impactam diretamente nos custos do negócio.

4. Atraso nas entregas e reposições de estoque

Outra dica para saber quando trocar seus fornecedores para loja de ferragens é acompanhar as previsões de entrega e reposição de estoque.

Alguns parceiros são os responsáveis por levar as peças até sua loja, certo? Quando essa responsabilidade é deles, o mínimo de se esperar é que cumpram os prazos acordados previamente. Contudo, alguns fornecedores ficam marcados por atrasos frequentes — que obviamente não deveriam acontecer.

Ser tolerante com um ou outro atraso é normal. O que não pode ocorrer é aceitar isso como prática regular, pois acaba afetando a rotina da sua loja de ferragens e, em alguns casos, afastando novas oportunidades de negócio.

5. O custo-benefício está cada vez menor

Acompanhar o custo-benefício é mais uma dica para saber quando trocar os fornecedores para loja de ferragens. No entanto, tenha em mente que não estamos falando apenas do valor de cada item.

O custo-benefício envolve:

  • Qualidade do produto;
  • Condições de prazo e pagamento;
  • Atendimento;
  • Eficiência da entrega;
  • Confiabilidade;
  • Pós-venda.

Vamos falar um pouco sobre cada um deles? Sobre a qualidade do produto, é exatamente como lhe falamos no começo do texto. Esteja atendo ao que você vende e como este item performa nas suas prateleiras. 

Sobre as condições de prazo e pagamento, aqui está um dos calos que mais apertam quando o assunto é custo-benefício. Essas condições são muito importantes, ainda mais quando se tratam de fornecedores recorrentes.

O atendimento também é importante, porque demonstra a capacidade de manter uma parceria duradoura. Observe, portanto, se seu fornecedor oferece boas alternativas para a sua demanda, se é rápido e atende em vários canais.

Já a eficiência na entrega tem a ver com o cumprimento dos prazos e dos pedidos feitos. A quantidade de peças solicitadas está sempre correta? Elas vieram da maneira que sua equipe pediu?

A confiabilidade é outro ponto que merece atenção. Sempre que houver disponibilidade, acompanhe o que os clientes falam sobre esse fornecedor.

E o pós-venda é fundamental para manter a parceria, pois ajuda a resolver problemas e dúvidas e facilita novas negociações. Trata-se da ‘cereja do bolo’ desse relacionamento. 

6. Atenção com os detalhes

Em alguns casos, vale muito a pena chamar os fornecedores para renegociar os contratos. Sempre que possível, avalie a possibilidade de unificá-los para ganhar mais poder de negociação.

Verifique, por exemplo, quais são as condições oferecidas pelo parceiro se a sua loja de ferragens adquirir dele itens que são fornecidos por outras empresas. Veja se os custos compensam.

Se optar por trocar seus fornecedores para loja de ferragens, planeje isso com antecedência. Estabeleça um período de transição para que o fornecimento não seja comprometido. O fornecimento de produtos, peças e insumos é um serviço essencial para o funcionamento do negócio. Afetá-lo significa mexer com o nível de satisfação tanto de clientes quanto de funcionários.

Ao considerar trocar seus fornecedores para loja de ferragens, faça boas escolhas, buscando parceiros que atendam quesitos como preço, qualidade, prazo e condições adequados ao seu negócio. Quer melhorar a gestão dos seus fornecedores? Acesse já o sistema de gestão de lojas de material de construção da Alterdata.

238 Artigos

Sobre o autor
Diretor da Vertical de Gestão da Alterdata.
Artigos
Artigos relacionados
Material de Construção

6 dicas de como organizar uma loja de material de construção

5 Mins de leitura
Saber como organizar uma loja de material de construção é a oportunidade de criar um ambiente que seja agradável e estimulante para fazer compras.
Material de Construção

Saiba como montar uma pequena loja de material de construção

4 Mins de leitura
Está com dúvidas sobre como montar uma pequena loja de material de construção? Confira as dicas que separamos para você!
Material de Construção

Entenda como montar um depósito de material de construção

5 Mins de leitura
Acompanhe as dicas de como montar um depósito de material de construção e fazer um gerenciamento inteligente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.