Promoção de vendas: como definir o desconto real na hora de negociar?

A precificação de produtos é um assunto que gera dificuldade para boa parte dos gestores, e o desafio se torna ainda maior quando se trata de uma promoção de vendas. Nesse caso, é normal surgirem dúvidas de como definir o desconto real na hora de negociar. O objetivo deste artigo é ajudar você a elaborar uma promoção de vendas capaz de chamar a atenção do público e gerar um ótimo faturamento, mas sem perder dinheiro na negociação. Para isso, vamos abordar as vantagens e os riscos de oferecer descontos, qual é o momento certo para criar promoções, o que determina seu o sucesso e quais são os problemas mais frequentes. Além disso, mostraremos como calcular o desconto real. Gostou do assunto e quer descobrir mais? Então, continue lendo!

Quais são as vantagens e os riscos de oferecer descontos?

Você já deve saber que todo consumidor adora uma promoção, não é mesmo? A sensação de estar economizando faz com que o cliente, muitas vezes, compre a mais e leve até o que não precisa no momento. Embora seja uma prática comum, entrar em uma loja atrás de promoção não é sinônimo de fidelização. Porém, essa é uma oportunidade vantajosa para que o cliente conheça o seu estabelecimento e os produtos que você oferece. Se ele gostar, é possível que retorne no futuro em busca dos pontos positivos que encontrou, como bom atendimento, qualidade das mercadorias e preços atrativos. Contudo, as promoções nem sempre são tão oportunas para quem vive de varejo. Os lados positivos já são bem conhecidos pelos gestores, tais como: encher a loja de consumidores, queimar o estoque parado e trazer novas pessoas até o local. Por outro lado, há o risco de o estabelecimento perder dinheiro caso não saiba fazer os cálculos necessários. É preciso ter um planejamento eficaz para conseguir estipular um preço bom tanto para o cliente quanto para a loja. De modo geral, as promoções e ofertas são ótimos recursos para elevar as vendas e aumentar a quantidade de clientes na loja. Saber o momento certo de criá-las faz toda a diferença para que o seu negócio realmente veja bons resultados.

Qual é o momento certo para criar promoções?

Independentemente da data escolhida, é importante ressaltar que toda promoção deve acontecer com tempo limitado, durante um prazo determinado ou enquanto durarem seus estoques. Assim, ela se torna um momento para o cliente aproveitar bons preços, e não uma ação contínua. Se um estabelecimento fixa um cartaz anunciando que está em queima de estoque por um período muito longo, o impacto da prática pode ser reduzido, causando perda de credibilidade. As promoções devem ser feitas preferencialmente em datas nacionais propícias para o consumo, tais como: Natal, Dia das Mães, Dia das Crianças, dos Namorados, dos Pais e outras ocasiões que possam receber ofertas eventuais ou de apenas um dia. Essas divulgações costumam atrair os clientes não só para obter produtos com valores mais atrativos, mas também para conhecer as outras mercadorias da loja que não necessariamente estão com desconto. Em geral, essas ações aumentam a venda da loja como um todo. Outras datas (como a Black Friday, o dia do consumidor, o início das férias e os finais de estações) também podem ser aproveitadas — desde que façam sentido dentro do seu segmento.

O que determina o sucesso de uma promoção de vendas?

Prazos bem-estabelecidos

A essência de uma boa promoção está na percepção de urgência que ela causa no cliente. Se as ações durarem por muito tempo, essa sensação é perdida e as pessoas não enxergam a oferta com tanta seriedade. Não ter datas claras e prazos definidos é um dos principais erros cometidos por gestores e lojistas.

Divulgação

Lembre-se de que a divulgação é uma parte-chave do processo. De nada adianta planejar uma promoção se os consumidores não ficarem sabendo dela. Por isso, é importante investir em canais de divulgação para espalhar a sua mensagem, tanto na internet quanto nas mídias tradicionais.

Gestão das informações

Uma boa promoção é aquela que oferece o produto certo, no momento certo, para o cliente certo. Para que isso seja possível, a empresa deve ter uma boa gestão de dados — que pode ser conseguida com um software de gestão para varejo. Ao contar com informações amplas, os gestores podem identificar produtos encalhados, sazonalidades e preferências de compras dos consumidores. Cruzando tudo isso, a promoção de vendas tem muito mais chances de ser um sucesso!

Quais são os problemas mais frequentes?

Entre os problemas mais frequentes das promoções de vendas, estão:
  • mecânica complicada;
  • falhas de comunicação;
  • benefício ou prêmio pouco atrativo;
  • muitas exigências para a participação do consumidor;
  • falta de sintonia com as motivações e desejos do público;
  • descontos pequenos demais;
  • duração muito longa;
  • uso de fórmulas já saturadas;
  • sorteios pouco confiáveis;
  • pouca ou nenhuma inovação ou criatividade.

Como calcular o desconto real na hora de negociar seus produtos em promoção?

Praticamente todo comerciante já passou pela seguinte situação: você anuncia um produto com um belo desconto no parcelamento, porém alguns clientes decidem pagar à vista e pedem um abatimento extra — o que pode ser ótimo, desde que você não perca a sua margem de lucro. Nesse momento, muitos lojistas falham ao simplesmente somar todos os percentuais de desconto e aplicá-los de uma só vez. Quer entender melhor? Vejamos um exemplo.

O jeito errado de calcular o desconto real

Digamos que, em sua promoção de vendas, você esteja anunciando um produto com 10% de desconto e pagamento em até 6× sem juros. Além disso, sua loja normalmente já pratica uma redução de 15% para quem paga à vista. O modo errado de calcular o desconto de quem compra o produto promocional à vista é somar os dois percentuais — 10% + 15% — e aplicar uma redução de 25%. Nesse caso, um produto de R$ 200 sairia por R$ 150.

O jeito certo de calcular o desconto real

O modo correto de calcular descontos cumulativos é aplicar um percentual de cada vez. Vejamos o mesmo caso: um produto de R$ 200 que esteja com 10% a menos na promoção de vendas e que também terá 15% à vista. Nesse caso, o vendedor deve primeiramente aplicar 10% sobre os R$ 200, resultando em um valor de R$ 180. Em seguida, deve-se aplicar os 15% aos R$ 180. O resultado será um valor final de R$ 153. A alteração parece pequena, mas imagine a proporção que isso ganha em uma promoção de vendas de alto faturamento. Essa pode ser a diferença entre perder ou ganhar dinheiro com uma ação promocional. Por fim, fica claro que um dos requisitos básicos para criar uma promoção de vendas lucrativa é contar com dados abundantes e confiáveis. Afinal de contas, ao ter uma noção ampla do negócio e deter o controle das informações, o gestor pode criar estratégias mais bem-elaboradas e eficientes. Sendo assim, um software de gestão para varejo é o tipo de ferramenta que permite uma gestão total da loja, incluindo as ações promocionais. E já que você se interessou por este artigo sobre promoção, aproveite e confira também nosso conteúdo que explica o que é planejamento de vendas e como fazer!

Inscreva-se na nossa newsletter e mantenha-se informado sobre os principais assuntos do ramo

Gestão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sobre

Desde o início, sempre com soluções próprias, +400k sistemas em operação com facilidade, simplesmente porque acredita que ter bons produtos é fundamental, além do essencial, é ter um ótimo atendimento.

©1989 - 2019 - Alterdata Software - Direitos reservados.