Entenda as diferenças entre um CRM e um ERP

Você por acaso já ouviu falar em CRM ou ERP? Por mais que essas siglas estejam há muito tempo na mente de gestores pelo mundo afora, ainda restam muitas dúvidas sobre a diferença entre esses sistemas e como eles podem ser usados dentro de uma empresa. Você também faz parte do time dos confusos? Então chegou ao post certo.

Para resolver essas questões de uma vez por todas, resolvemos contar aqui um pouco mais sobre cada um dos sistemas. Acompanhe para entender o que é ERP, o que é CRM e que vantagens eles podem trazer para um negócio!

O que é um ERP?

Sigla para Enterprise Resource Planning, o ERP é conhecido em português como software de gestão empresarial. Esse sistema é desenvolvido para coletar, armazenar e organizar informações sobre a gestão de recursos financeiros, operacionais e tecnológicos dentro de uma empresa.

Seu uso é totalmente voltado para a gestão interna, seguindo 2 frentes: a integração de todos os funcionários em um ambiente virtual único de trabalho e o controle de todos os dados referentes à administração da empresa em uma única central.

Que benefícios o ERP traz para a gestão de processos?

Como esse tipo de software tem em sua natureza a capacidade de agregar processos e simplificar o controle de gestão empresarial, sua implementação traz uma série de benefícios imediatos para o responsável pela gestão. Entenda!

Otimização de processos

São vários os processos empresariais que podem ser otimizados ou até mesmo eliminados com a adoção de infraestrutura tecnológica. Principalmente a coleta e o registro de dados, etapas importantes para o diagnóstico de um negócio e suporte essencial para a tomada de decisões, passam a ser automatizados, protegidos de falhas humanas e do desencontro de informações. Assim, a gestão ganha confiabilidade nos processos, enquanto os funcionários se tornam mais produtivos, podendo assumir papéis mais estratégicos.

Controle financeiro

Imagine ter todas as informações de entrada e saída de recursos, transações, históricos e fluxo de caixa no mesmo sistema que controla a produtividade e as estratégias de negócio. Parece o ideal, certo? Pois um ERP é capaz de aproximar o departamento financeiro da operação prática da empresa, facilitando a identificação de desperdícios e dos melhores setores para investir a fim de potencializar o crescimento da marca.

Segurança de dados

Outro benefício da gestão de dados está na garantia da segurança de informações confidenciais, ao mesmo tempo em que dá dinamismo aos processos e aumenta a produtividade. Um bom ERP é capaz de atacar o problema dos 2 lados: oferecer acesso rápido a ferramentas e informações importantes por pessoas credenciadas enquanto monitora essa interação para identificar eventuais ameaças e brechas de segurança.

Acompanhamento de indicadores

Como um sistema de gestão coleta e armazena dados financeiros e de produtividade, é muito mais simples usar esse tipo de software para gerar relatórios de performance periódicos. Para tanto, basta definir os indicadores mais relevantes e configurar o ERP para registrar a evolução desses números diariamente.

Panorama completo

Gestão financeira, operacional e de recursos, com otimização de processos e automação da coleta e da análise de dados: todo gestor precisa contar com isso para ter uma noção ampla da performance do seu negócio, comparando-o com os concorrentes. O ERP oferece tudo isso, integrando o controle em uma visão completa para assegurar a eficiência da administração corporativa.

O que é um CRM?

Sigla para Customer Relationship Management, o CRM é conhecido por aqui como gestão de relacionamento com o cliente. Ao contrário do ERP, que é focado no gerenciamento de processos internos, o CRM é vendido como um software para estruturar, organizar e interagir com sua base de consumidores.

Basicamente, a ideia do CRM é dar ao gestor uma visão ampla sobre seu público e suas vendas. Com esse controle, é possível melhorar significativamente o atendimento prestado e encontrar novas oportunidades de nichos e abordagens dentro do seu mercado.

Que benefícios o CRM traz para a gestão de pessoas?

Assim como o ERP, o CRM ajuda qualquer negócio ao incluir tecnologia em processos que envolvem coleta e análise de dados, servindo de base para as tomadas de decisões posteriores. A única diferença é que, em vez de decidir sobre processos, tarefas e ferramentas, esse sistema ajuda na gestão de pessoas!

Perfis de consumidores

O CRM permite que uma empresa armazene em um só lugar todas as informações coletadas sobre seus clientes — onde moram, hábitos de compra, ticket médio por pessoa, produtos preferidos, frequência de compras, engajamento com a marca e assim por diante. Esses dados permitem ao departamento de vendas definir personas bem detalhadas (perfis fictícios que representam seu consumidor padrão), que serão muito importantes para definir os rumos da companhia.

Estratégias de venda

A partir desse conhecimento, fica muito mais fácil planejar estratégias e pensar em novos produtos para conquistar seu público-alvo. Condições atraentes, programas de fidelização, descontos especiais: quando você sabe para quem oferecer essas vantagens, as chances de aumentar suas conversões aumentam consideravelmente.

Qualidade do atendimento

E atenção: não é apenas na venda que um bom CRM consegue ajudar as empresas. Esse conhecimento aprofundado do público é uma ótima fonte de novas campanhas de marketing e novos canais de comunicação com o consumidor.

Em chamados e reclamações, por exemplo, o CRM pode criar um protocolo para cada cliente, registrando as interações com a marca para construir um histórico completo. Esse tipo de processo automatizado agiliza o atendimento, resolve problemas com mais eficiência e aumenta a satisfação do público com o serviço prestado, tudo isso diminuindo a carga de trabalho dos profissionais desse departamento.

CRM ou ERP: qual escolher?

Quando um gestor parte para o investimento em soluções tecnológicas, normalmente prioriza aquele sistema que vai trazer mais vantagens financeiras e produtivas. No entanto, ao conhecer as diferenças entre esses 2 tipos de software, fica claro como eles são complementares, não concorda?

O CRM coleta e gerencia informações sobre clientes e vendas, que podem ser adicionadas ao ERP para aumentar o controle sobre a gestão e a saúde financeira da empresa. Do mesmo jeito, os processos otimizados em um ERP podem servir de plataforma para que os funcionários tenham mais tempo e recursos para usar o CRM com eficiência, aumentando a satisfação do público.

Assim, na hora de escolher entre CRM ou ERP, a resposta na verdade vem em forma de pergunta: por que não os 2? Quando corretamente implementados e integrados, bons sistemas de gestão garantem a vantagem competitiva de que qualquer empresa precisa para ter sucesso!

Entre em contato conosco para conhecer nossas soluções tanto para ERP como para CRM! Você vai ver como podemos ajudá-lo a combinar essas tecnologias para tornar sua gestão muito mais simples e eficiente!

Related Posts

Como otimizar a força de vendas da sua empresa?...

#FeitadeGente – Wallace de Oliveira

Como preparar sua imobiliária para as mudanças...

Deixe uma resposta