Equipe operacional: como monitorar os resultados e incentivar?

Pare e pense por um minuto para tentar responder: como anda a performance da sua equipe operacional hoje? A verdade é que, com a inclusão de sistemas tecnológicos no ambiente de trabalho, muitos diretores têm deixado de lado uma questão muito importante para seu sucesso: a gestão de pessoas. Vamos conversar mais sobre o assunto?

Neste post, veremos como é possível mensurar a produtividade, bem como de que forma usar de estruturação e da própria tecnologia para acompanhar a evolução dos funcionários. Acompanhe!

Qual a relação entre mensuração de resultados e sucesso?

Se você tem alguma experiência como administrador empresarial, certamente conhece uma das frases mais comuns no mundo corporativo: não se pode melhorar o que não é mensurado. O detalhe é que simplesmente conhecer o ditado não significa que ele será bem explorado, não é mesmo?

Na prática, muitos gestores pecam ao focar demais na performance de sistemas e em processos, impedindo o negócio de atingir seu verdadeiro potencial por não voltarem sua atenção às pessoas.

Assim como qualquer outro valor prático, a produtividade dos funcionários de uma empresa também pode ser mensurada, analisada e corrigida. Da mesma forma que um diretor tecnológico faria com sua infraestrutura, você pode organizar e padronizar as equipes em diferentes departamentos, criando indicadores e parâmetros que deem uma noção mais exata sobre como melhorar.

Existe inclusive um framework para criar essa estrutura de times — chamada de team standards. Seguindo os passos sugeridos, você consegue montar equipes eficientes e padronizadas:

  • crie uma estrutura básica de time, com um líder e pelo menos 2 integrantes;
  • defina um plano operacional com metas e prazos exclusivos para cada time;
  • elabore uma descrição de trabalho individual para que cada membro entenda seu papel na equipe;
  • execute o planejamento com fases de treinamento, aplicação, avaliação e iteração.

Quando uma empresa consegue organizar times dessa forma dentro da sua parte operacional, fica muito mais fácil usar indicadores como comparativos e ter uma visão geral dos pontos fortes e fracos de cada equipe, de cada departamento, de cada profissional.

Precisávamos fazer uma introdução a esse assunto porque é justamente a partir dessa estrutura que será possível colocar em prática as dicas que separamos aqui, com um padrão e uma linha lógica para avaliar a produtividade dos colaboradores e otimizar seu trabalho. Continue de olho!

Como monitorar e incentivar sua equipe operacional?

Vamos agora para a prática! Preparamos aqui algumas dicas para ajudá-lo não só a monitorar a produtividade da equipe operacional, mas também a usar esses resultados como forma de incentivo e aprimoramento. Confira!

Defina indicadores de performance

Como gestor experiente, você deve trabalhar com diversos Key Performance Indicators (KPIs) na avaliação do negócio. Mas você já tem um para medir a produtividade dos funcionários?

Assim como qualquer estratégia de otimização, o primeiro passo para incentivar a equipe operacional é saber onde ela pode melhorar. Volume de trabalho, horas trabalhadas, porcentagem de quebra de prazos, entre muitos outros valores: tudo isso pode ser devidamente mensurado e acompanhado.

Com esses dados em mãos, é possível propor planos de ação para adaptar e corrigir os pontos fracos de cada equipe. Muitas vezes, o problema está na estrutura das tarefas. Em tantas outras, no uso de ferramentas inadequadas. Seja como for, entender a raiz de cada gargalo é o trabalho de um diretor preocupado com a eficiência da empresa.

Crie um bom ambiente de trabalho

Todo o objetivo desse framework de criação de times é aumentar a produtividade. Até aí tudo bem. Mas também não dá para negar sua influência positiva no trato social dentro da empresa!

A formação de times cria um senso de identidade entre os funcionários, que abraçam a ideia e fazem um esforço extra para ajudar os colegas. Uma gestão inteligente deve potencializar esse relacionamento com incentivos e campanhas de endomarketing que criem laços mais próximos entre os profissionais. Só cuidado, porque a competição entre equipes só é interessante enquanto é sadia!

Invista em treinamentos

Apostar no crescimento profissional dos funcionários é uma forma de que o negócio dispõe para ganhar em produtividade e cultura de inovação, criando uma identidade corporativa. Quando o time operacional sente que a empresa se preocupa com sua evolução, busca resultados melhores e até sugere mudanças em processos.

Tenha metas equilibradas

Metas de produtividade: esse normalmente é um assunto delicado dentro de qualquer empresa. Afinal, quando as metas são brandas demais, podem acomodar os colaboradores. Ao contrário, quando são muito distantes ou pesadas, podem desmotivá-los. Então saiba: para incentivar uma equipe operacional é preciso equilíbrio.

Busque desafiar os funcionários, mas sem exigir o que não pode ser feito. Uma boa ideia é criar objetivos básicos e então oferecer recompensas, como bônus para quem superá-los. Assim, em vez de parecer que os diretores cobram demais, as próprias equipes se colocam metas mais ousadas.

Aposte no poder da comunicação

A colaboração é essencial tanto para fomentar resultados melhores como para mensurá-los. Hoje em dia, já existem várias ferramentas de comunicação em tempo real para que as equipes consigam fazer reuniões remotas, trabalhar simultaneamente nos mesmos documentos e evitar retrabalhos.

O resultado disso surge em forma de uma empresa integrada e unida. Nesse cenário, vários processos são agilizados e a qualidade das entregas melhora significativamente. Todos saem ganhando!

Monte uma estrutura para feedbacks

Os feedbacks também são pontos sensíveis quando o assunto é performance de equipes operacionais. Afinal, ao mesmo tempo que você quer apontar as falhas para que elas sejam corrigidas, uma abordagem errada pode levar a uma exposição vexatória ou a um ambiente tóxico entre equipes. A melhor forma de evitar esse problema é investir em padronização e estruturação na forma como resultados individuais e coletivos são compartilhados.

Um sistema que tenha informações claras de performance, com indicadores objetivos e sem muita margem para discussão, contribui (e muito) para que esses feedbacks sejam assimilados de forma positiva.

Por que focar na gestão de pessoas?

Por tudo o que discutimos aqui, fica claro: a gestão de pessoas é parte fundamental do sucesso de qualquer empresa. Muitos diretores focam em processos e tecnologias, esquecendo que a otimização desses elementos só é possível quando contam com pessoas motivadas e preparadas. Uma ferramenta sem ninguém para manuseá-la é inútil.

Se o que você busca para sua empresa é evolução constante, inovação e otimização, a resposta para o sucesso pode muito bem estar na atenção que você dá à sua equipe operacional.

Que tal então aprender mais sobre gestão de pessoas? Preparamos um e-book completo e exclusivo sobre o assunto. Basta clicar aqui para conferir!

Related Posts

Implantação de ERP passo a passo: confira!

Balancete dinâmico: acompanhe as finanças em tempo...

6 estratégias para aumentar o lucro do restaurante

Deixe uma resposta