NOVO! Confira o último episódio do podcast Contabilidade sem neura Ouvir agora
Tecnologia

As linguagens que estão se popularizando de acordo com o GitHub

2 Mins de leitura

Assim como praticamente qualquer profissional em qualquer área de especialização, os programadores precisam ficar por dentro das tendências no mercado. Na área de programação, o estudo precisa ser constante e o profissional precisa estar disposto a isso.

Por isso, neste artigo você poderá conhecer algumas tendências. Segundo o Business Insider, a lista das linguagens que estão com uma tendência positiva de popularidade no GitHub são:

#10: SQLPL
#9: Groovy
#8: Python
#7: Go
#6: CMake
#5: Rust
#4: PowerShell
#3: TypeScript
#2: HCL
#1: Kotlin

Veja abaixo alguns destaques:

#10: SQLPL – O fato de termos uma tecnologia envolvendo SQL como uma tendência demonstra o quanto esta linguagem ainda é relevante, mesmo depois de tantos anos desde o seu surgimento. Passamos por um período onde o SQL era visto quase como um vilão, que o ideal era utilizar frameworks que abstraíssem esta linguagem. Apesar destas abstrações serem úteis, ainda temos que “arregaçar a manga” e fazer ajustes minuciosos em scripts SQL se quisermos ter eficiência na hora de extrair dados.

#8: Python – Utilizado extensivamente para a elaboração de scripts, machine learning e até web services (que provavelmente é o que mais utilizamos), seria loucura negar que esta linguagem é importante. Mesmo em nossa empresa, onde o legado do Delphi ainda é predominante, temos diversos projetos em Python. A linguagem é fácil de aprender e tem muito material relevante da comunidade, então é fácil aprendê-la mesmo que você não tenha conhecimento prévio.

#4: PowerShell – Não posso disfarçar a minha alegria ao ver essa linguagem como uma tendência. Uso PowerShell para automatizar minha vida (em casa e aqui no trabalho) já faz uns 3 anos e sempre achei útil. Agora ela está disponível para Linux e Mac através do PowerShell Core, então só há vantagem em aprendê-la. Ela é diferente do Python, apesar de também estar voltada para scripts. O PowerShell, como o nome sugere, é excelente para shell scripting, o que substitui tranquilamente o bash do Linux e o cmd do Windows. Além disso, ela permite acessar todo o .NET Framework, então dá para imaginar a flexibilidade que ela fornece.

#3: TypeScript – Tornou-se especialmente popular quando o Google passou a utilizá-la oficialmente para o Angular, apesar de também poder ser utilizada no mundo back-end. Mas conhecer TypeScript hoje em dia é especialmente importante se você quiser estar a par das tendências do desenvolvimento front-end. Atentar, contudo, que o conhecimento do EcmaScript (normalmente chamado de JavaScript) v5 ou superior é fundamental, do contrário é impossível ser um desenvolvedor front-end eficiente.

#1: Kotlin e #9: Groovy: o ano passado pelo jeito foi um bom ano para os desenvolvedores Java. Tanto Kotlin como Groovy são baseadas na JVM, então quem já conhecia a arquitetura Java irá se sentir em casa com essas duas linguagens. O Kotlin, em especial, é utilizado em parte do código-fonte que temos no app nativo do  Four Keep, então estamos relativamente em dia com as tendências tecnológicas.

É importante ressaltar que essas tendências não anulam as demais tecnologias que existem, sejam novas ou antigas. A vantagem de estarmos neste universo da programação é que, apesar das tendências tecnológicas, o que entregamos no final das contas é valor. Conhecer as novidades é importante, mas saber como e quando utilizá-las é melhor ainda.

Inscreva-se na nossa newsletter!


Artigos relacionados
Tecnologia

O Ciclo de Vida dos Dados e a LGPD

1 Mins de leitura
“Eu vou guardar isso. Vai que um dia eu precise, não é?” Nós somos apegados. Por isso guardamos o que não usamos….
Tecnologia

Regulamentadas as regras da LGPD para agentes de tratamento de pequeno porte

1 Mins de leitura
A ANPD, Agência Nacional de Proteção de Dados, publicou em 28/01/2022 notícia sobre a aprovação do Regulamento de Aplicação da LGPD para…
Tecnologia

Não se engane! A adequação à LGPD é um processo e não uma única ação.

2 Mins de leitura
É bem provável que, a essa altura do campeonato, você já tenha, pelo menos, ouvido falar sobre a Lei Geral de Proteção…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.