NOVO! Confira o último episódio do podcast Contabilidade sem neura Ouvir agora
Contabilidade

Administração de condomínios: como lucrar na contabilidade?

4 Mins de leitura

Um condomínio pode ser considerado uma empresa, afinal, existe um capital, um caixa, contratação de serviços e todas as demandas que uma organização possui. No Brasil, existe uma crescente urbanização, tanto vertical quanto horizontal e isso fez com que os condomínios também crescessem. E aí surge uma necessidade: o serviço de administração de condomínios.

Essa demanda fez com que os escritórios de contabilidade criassem um alerta para mais um serviço a ser oferecido na empresa, contribuindo assim para o aumento de receita. Quer saber como isso pode ser feito? Confira o artigo a seguir e entenda. 

O que é administração de condomínios?

O síndico de um condomínio precisa lidar com diversas atividades e demandas para manter tudo funcionando adequadamente. Certamente, a administração de recursos, sejam eles financeiros ou de contabilidade, também são itens que precisam ser gerenciados e nem sempre ele tem conhecimento adequado para fazer isso sozinho.

É aí que entra a administração de condomínios. A contratação de uma empresa administradora ou de um administrador autônomo não substitui o trabalho do síndico no condomínio. Trata-se de um serviço que visa planejar, organizar, dirigir e controlar o uso dos recursos de uma organização. 

Portanto, isso deve ser profissional, qualificado e experiente. Principalmente em áreas como: contabilidade, gestão financeira, de recursos humanos, planejamento estratégico, direito condominial e manutenção predial.

Porém, vale considerar que a administração de condomínios apresenta seus próprios aspectos financeiros, fiscais, trabalhistas, previdenciários, contábeis, administrativos e sociais. Seu propósito é valorizar e manter a propriedade condominial.

Leia também: Trabalho remoto: como fazer segurança de dados

Como funciona a legislação na administração de condomínios?

Existem alguns artigos e leis que regulamentam a vida em condomínio, bem como definem a responsabilidades na administração de condomínio, a Lei nº 4.591/64. No entanto, o Código Civil é o instrumento superior a todas as outras leis do condomínio. Ou seja, qualquer conflito, descumprimento de normas ou inadimplência, o regimento e a convenção do condomínio devem ter o Código Civil como base.

Além disso, de acordo com o artigo 1.348 do Código Civil, o síndico é responsável direto pelo condomínio. Dessa forma, ele pode responder civil e criminalmente por problemas na gestão, mas existe uma responsabilidade solidária entre condomínio e administradora. Ou seja, ambas as entidades podem responder judicialmente. 

Como estruturar o serviço de administração de condomínio

Administração de condomínios

Banner eContador Alterdata

Para estruturar um serviço de administração de condomínios para aumentar o lucro da sua contabilidade, é necessário fazer uma análise de mercado, a fim de entender a amplitude de fatores e problemas que fazem parte da rotina dos condomínios. A terceirização foi a forma que os moradores encontraram para organizar e realizar esses serviços de forma qualificada. Por isso, é fundamental reunir em um mesmo local todo o suporte necessário para atender os condomínios.

Os serviços de uma administradora de condomínio podem ser prestados para empreendimentos residenciais, comerciais ou industriais. Podem ser divididos em duas possibilidades:

  • Gestão completa: todo o gerenciamento administrativo do condomínio é de responsabilidade da administradora. O papel do síndico é apenas fiscalizar o andamento das tarefas realizadas pela administradora do condomínio.
  • Gestão compartilhada: condomínio faz a administração com o auxílio de uma empresa terceirizada. Nesses casos, o síndico ou os conselheiros realizam a maioria das atividades administrativas. Porém, a ajuda externa vem para colaborar na execução das partes burocráticas

Funções da administradora

As funções de uma administração de condomínios são várias, como por exemplo:

  • Contratação pessoal;
  • Preparação e previsão de despesas;
  • Prestação de contas;
  • Elaboração da folha de pagamento;
  • Cobrança das contribuições condominiais;
  • Pagamento dos encargos do condomínio;
  • Recolhimento de tributos e contribuições fiscais trabalhistas;
  • Marcar as assembleias para tratar de assuntos do condomínio;
  • Elaborar orçamentos junto com o síndico;
  • Entre outros.

Outra função do serviço de administração de condomínios é manter atualizado o banco de dados dos moradores com todas as informações dos condôminos. A gestão deve ser totalmente transparente e a administradora, mantendo sempre atualizadas e organizadas as planilhas com as receitas e despesas, no formato em que todos os condomínios possam entender.

Receitas e custos de uma prestadora de serviço

As receitas de uma administração de condomínios devem vir do percentual fixo de toda a arrecadação do condomínio. Isso deve variar entre 3% a 7% do valor das despesas condominiais mensais. Ou seja, um condomínio que tem gastos mensais de R$ 40 mil, deve pagar à administradora um valor entre R$ 1,2 mil a R$ 2,8 mil.

Os custos são os comuns de qualquer negócio, como conta de luz, água, aluguel da instalação, despesas com materiais de escritório, funcionários, etc.

Leia também: Consultoria contábil: por que sua empresa precisa disso?

Conte com aplicativos para a gestão de condomínio

Contar com aplicativos para facilitar o serviço de gestão de condomínio é uma ótima solução. Os apps funcionam por meio da troca de informações e dados entre os usuários, com registro de conversas e opções para adicionar tópicos e funções. Os moradores querem “entender” como a administração de condomínios funciona e, inclusive, opinar em processos. Por isso, trabalhar com a tecnologia no dia a dia torna tudo mais transparente.

Captando clientes

Captar clientes para serviços de administração de condomínios é mais uma etapa do processo. Para isso, você pode promover cursos para fidelizar os síndicos e demonstrar o quanto a sua administradora entende do assunto. A partir daí, você conquista contratos para seu novo serviço. 

Promover encontros dos síndicos também é outra forma de se aproximar, gerar relacionamento e mostrar seus serviços para o mercado. Sua administradora pode formatar eventos como palestras e workshops que sirvam como referenciais para o público de interesse.

Gostou de saber como funciona uma administradora de condomínio e como ela pode ajudar a aumentar o faturamento de uma contabilidade? Aproveite para assinar a nossa newsletter e receber muito mais conteúdos como este! 

151 Artigos

Sobre o autor
Diretor da Vertical Contábil da Alterdata.
Artigos
Artigos relacionados
Contabilidade

Descubra o melhor emissor de nota fiscal para sua empresa

5 Mins de leitura
Saber escolher o melhor emissor de nota fiscal é fundamental, já que esse tipo de documento não se restringe a uma exigência…
Contabilidade

Confira todas as novas normas de contabilidade publicadas

4 Mins de leitura
Veja as atualizações das normas de contabilidade sobre contratos de seguros, identificação e avaliação dos riscos de distorção relevante e mais
Contabilidade

O que é regime de competência? Entenda a sua importância na contabilidade

4 Mins de leitura
Para obter melhores resultados com o controle contábil que uma empresa adotar, antes, é necessário entender a diferença entre regime de caixa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.