Saiba utilizar o sistema ERP para unir as informações na sua empresa

Toda empresa planeja suas estratégias para que os processos e atividades sejam executados de forma eficiente, otimizando ao máximo o tempo e os recursos disponíveis e assim, entregando valor aos clientes. Com um mercado cada vez mais limitado e saturado, é fundamental investir em meios que possibilitem “produzir mais no menor tempo possível”.

E para alcançar tais objetivos, a grande aposta de muitas empresas têm sido a implementação de um Sistema Integrado de Gestão (do inglês, Enterprise Resource Planning – ERP), uma solução completa que possibilita integrar e organizar todo o fluxo de informação geradas entre os diferentes setores da organização.

Mas você sabe realmente para que serve um Sistema ERP? Bom, se você tem dúvidas da importância e do impacto positivo que um sistema de gestão pode trazer para seu negócio, não deixe de ler nosso post abaixo!

Importância de um sistema ERP

ERP ou Sistema Integrado de Gestão é um software que possibilita unir as informações da empresa. Como um ERP é composto por módulos que interagem e integram as informações dos diversos setores, a empresa pode adquirir somente os módulos que necessita ou mesmo personalizá-los à sua necessidade.

Por exemplo, imagine um quebra-cabeça cujas peças vão se encaixando e dando forma a imagem. Num sistema ERP o funcionamento é o mesmo, cada processo, setor ou atividade é um módulo que vai se interligando com o que acontece em cada setor.

Assim, com todas as informações numa única base de dados, o gestor passa a ter uma visão mais ampla e detalhada do seu negócio, direcionando esforços para que planos e ações possam ser eficazmente aplicados ao dia a dia, direcionados tanto a processos operacionais, quando administrativos e gerenciais.

Solução em módulos

Imagine uma empresa que precisa lidar com centenas de planilhas de estoque, financeiro, contábil, além de inúmeros relatórios gerados de forma separada sobre os resultados de cada setor. Difícil chegar a uma análise correta, não é?

É muito comum empresas ainda utilizarem na rotina empresarial sistemas separados em cada área. Por exemplo, o setor de estoque tem uma ferramenta para controlar os produtos que entram e saem, o financeiro tem um sistema para o controle do fluxo de caixa, faturamento e lançamentos, e o setor de contabilidade utiliza outro para gerar as notas fiscais, impostos, entre outros.

Quando as informações estão dispersas e descentralizadas, a probabilidade de um lançamento errado ou mesmo um simples esquecimento de prazos, pode impactar diretamente o bom funcionamento da empresa.

Com uma solução em módulos, centralizando informações e sem a necessidade de gastar horas de programação para ter em mãos um sistema de ponta, a empresa passa a integrar os dados gerados num único só lugar:

  • Setor Financeiro: fluxo de caixa, conciliação bancária, contas a pagar e a receber, cobranças;
  • Faturamento: emissão de nota fiscal, pedido de venda e pré-pedido, conferência de pedidos;
  • Estoque: pedidos de compras, inventário, requisição de material, entrega de NF.

Para o gestor funciona como uma excelente ferramenta de gestão, já que integra a área administrativa, financeira e comercial, possibilitando conhecer o resultado da empresa como um todo e a participação e desempenho de cada setor nos negócios – o que leva a tomar decisões direcionadas, otimizando os processos, reduzindo custos e aumentando a produtividade.

Principais benefícios de um sistema ERP

  • Com o cruzamento de dados é possível obter informações importantes e competitivas sobre o negócio;
  • Como um ERP trabalha por módulos é possível um melhor gerenciamento de vendas, controle de estoque, gestão financeira e gestão da contabilidade, possibilitando que relatórios também possam ser gerados em módulos – o que facilita o diagnóstico de falhas e oportunidades e o processo de tomada de decisão;
  • Flexibilidade para atender as mais diversas necessidades, podendo aderir a módulos específicos de acordo com o tipo de atividade e grau de maturidade e conforme a empresa se desenvolva outros módulos podem ser ativados, sem demandar de elevados investimentos.

Se você gostou deste nosso post, vale a pena ler esse nosso outro material “O que é ERP e como ele funciona?”

Alterdata Software Bimer

Related Posts

Como entender o comportamento do consumidor no ponto de...

[INFOGRÁFICO] Checklist como fazer um Demonstrativo de...

Produtividade do escritório de contabilidade: 10...

Deixe uma resposta