Melhore sua gestão empresarial em 7 dicas

Infelizmente, a realidade do empresariado brasileiro não é a das melhores. Ao todo, metade das empresas nacionais fecham as portas antes de completarem quatro anos, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E se você acha que o cenário está assim por causa da crise, está enganado! Para muitos especialistas, o problema é a falta de maturidade da gestão.

Atentos a esse problema, resolvemos trazer algumas dicas importantes para que você garanta a excelência quando o assunto é gestão empresarial. Confira!

1. Faça o planejamento estratégico

Sem um direcionamento claro, dificilmente o gestor sai do lugar. Por isso, o primeiro passo para criar uma gestão empresarial de excelência é desenvolver um bom planejamento estratégico. Esse é o momento em que o gestor define a visão, os valores, a missão e os objetivos e metas da empresa.

Além disso, é também no planejamento estratégico que se deve realizar a análise FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças), na qual são avaliados o ambiente interno e externo.

2. Otimize os processos internos

Pode ter certeza que a improdutividade de uma empresa está intimamente relacionada aos processos internos. Afinal, os famosos gargalos de produção, que nada mais são do que atividades que apresentam problemas — como o desperdício ou a morosidade — são os principais inimigos da eficiência.

Além de montar todo o organograma organizacional para mapear cada um dos processos internos e avaliá-los, é muito importante que o gestor aposte na automação para garantir o máximo de produtividade. Esse é o ponto que abordaremos a seguir.

3. Invista na automação da gestão empresarial

Sim, o verbo “investir” usado nesse tópico não foi por acaso. A tecnologia é um investimento, visto que, no longo prazo, o empreendedor gasta menos com mão de obra, está menos sujeito ao desperdício de recursos, otimiza o tempo e a produtividade, entre muitas outras coisas.

Hoje, existem sistemas e softwares para tudo, como os destinados ao controle financeiro e contábil, a gestão de estoques e de clientes, etc. Essa, certamente, é a melhor maneira de garantir a sustentabilidade do seu negócio.

4. Controle as finanças

A qualidade do controle financeiro e contábil de um negócio é o que separa as empresas de sucesso daquelas que estão mais próximas de engrossar as estatísticas. Afinal, o caos patrimonial é o que leva as empresas à falência.

É claro que, novamente, a tecnologia faz toda a diferença, afinal, com os softwares disponíveis no mercado é possível acompanhar todas as informações em tempo real, o que agiliza a tomada de decisão.

5. Aposte no marketing

Muitos gestores ainda acreditam que o marketing é um luxo destinado apenas às grandes empresas. Esse é um grande erro. Na verdade, é apenas com o marketing que você consegue fidelizar clientes ou atrair novos públicos para o seu negócio.

Uma dica é apostar nas soluções apresentadas pelo marketing digital, muito mais baratas e com um excelente retorno sobre o investimento. Links patrocinados, marketing de conteúdo e mídias sociais, por exemplo, são uma boa pedida.

6. Desenvolva os seus talentos

O capital humano é indispensável para o desenvolvimento de uma empresa. Afinal, o turnover é extremamente negativo para o negócio, pois é sinônimo de gastos, como os custos demissionais e treinamentos internos.

Uma boa gestão procura criar um ambiente motivacional que inspire os colaboradores e abra espaço para o surgimento de talentos — principalmente por meio da capacitação. É fundamental entender que os tempos da gestão autocrática, em que a relação entre chefe e subordinado era unilateral, chegaram ao fim.

7. Use os indicadores de desempenho

Sim, a atividade de monitoramento é uma das mais importantes na gestão empresarial, mas, por onde começar? É fundamental definir quais serão os parâmetros de avaliação, isto é, os indicadores de desempenho do negócio.

Para cada área, existe um indicador específico a ser acompanhado, das finanças ao marketing. O importante é defini-los com clareza para que você tenha um verdadeiro termômetro para a sua empresa.

Gostou das nossas dicas? Para você, qual delas é a mais importante? Deixe a sua opinião nos comentários!

Related Posts

O que é gestão orientada a resultados e por que

[INFOGRÁFICO] Afinal, qual a diferença entre NF-e e...

Por que você precisa otimizar sua rotina imobiliária...

Deixe uma resposta