Pontos de conexão na sua carreira – Dica de Gestão #28

Se você está entrando no mercado de trabalho saiba que seu sucesso depende muito do seu comportamento e não somente do conhecimento técnico adquirido na faculdade. O curso superior é fundamental, mas não lhe tornará diferente de todos os que fizerem a mesma graduação. O que lhe tornará um profissional melhor é a forma como você percebe os problemas e desafios que se colocarão à sua frente.

O importante é entender que a carreira é feita de “Pontos de Conexão” que aparentemente estão soltos, mas que em algum momento se unirão para torná-lo pronto para uma oportunidade. Ao fazer um curso de inglês ou de vendas você cria estes pontos, da mesma forma que ao estagiar em uma empresa vai adquirir conhecimento útil para que, na frente, reúna os demais pontos e torne-se preparado para uma oportunidade.

As oportunidades aparecerão em várias circunstâncias e você precisa estar pronto. Quando isso acontecer, será capaz de assumir um cargo novo, uma liderança nova, um novo contrato, uma remuneração mais elevada e muitos dirão que você é uma pessoa de sorte, que é iluminado, mas, na verdade, você é um bom colecionador de “Pontos de Conexão”. Dentro de uma empresa, quando surge um novo cargo, normalmente o líder escolhe uma pessoa com base nas habilidades necessárias para este novo desafio, e não em função do tempo de casa. As empresas de sucesso trabalham com o princípio da meritocracia, onde as oportunidades são assumidas pelas pessoas que possuem o maior conjunto de habilidades para enfrentar o problema. Desta forma, o profissional da era do conhecimento precisa colecionar “Pontos de Conexão” ao longo da carreira.

Não acredite que as pessoas de sucesso são Midas, que tudo que tocam vira ouro, porque isso não existe. Não acredite que as pessoas que deram certo são predestinadas, pois isso não acontece. O que existe é um comportamento que o faça estudar e se aprimorar o tempo inteiro, independente do sucesso que já adquiriu. É isso que o torna mais preparado e capaz, fazendo com que seja eficaz em muitos momentos da vida, trazendo bons negócios e sucesso para sua carreira. Lembre-se de que todos os profissionais que atuam no mesmo mercado que você, provavelmente encontram as mesmas dificuldades. Procure, portanto, ver oportunidade onde a maioria vê problema. Quando um grande obstáculo aparecer, lembre-se de que todos podem estar na mesma situação. Coloque-se de uma forma que seja possível descobrir onde está o espaço que lhe permitirá ultrapassar esta barreira, ele existe mesmo que você não consiga ver facilmente. Oportunidades e problemas estão sempre juntos, dependendo apenas da sua capacidade de enxergar, da sua determinação de insistir até encontrar o espaço e da sua forma de unir todos os seus “Pontos de Conexão”.

Vivemos na era do conhecimento, onde tudo se transforma rapidamente, onde adquirir informação é um passo fundamental para estar na frente dos concorrentes. Sendo assim, creio que é importante ser um profissional muito bom em determinadas coisas, focado no assunto a que se propõe e complementando-se com habilidades gerais fundamentais. Um bom exemplo é na área em que atuo, a tecnológica. É possível um analista de sistemas ser especializado em banco de dados e estar acima da média neste conhecimento específico. Porém, muitos também serão bons neste assunto, sendo fundamental munir-se adicionalmente de conhecimentos de gerência de projetos, gestão de pessoas, orçamento, planejamento estratégico, oratória, liderança, inglês, vendas e outros temas complementares. Cada um destes será um “Ponto de Conexão” que se unirá a outros em algum momento.

Estes “Pontos de Conexão” farão você ter mais autoconfiança, facilitando um comportamento adequado para assumir novas responsabilidades. É de conhecimento do mercado uma pesquisa feita alguns anos atrás em Harvard, nos EUA, com 5.000 executivos demitidos, mostrando que em 89% dos casos a demissão aconteceu pelo comportamento e temperamento, e não por falta de conhecimento técnico. Desta forma, percebe-se que o conhecimento do assunto não foi suficiente para manter a pessoa no cargo, pois o profissional precisava de outros “Pontos de Conexão” para ser completo. Sendo assim, os profissionais são contratados pelo conhecimento técnico e são demitidos pelo comportamento.

Sou proprietário de uma empresa que tem cerca de 1.300 pessoas trabalhando juntas e vejo nitidamente o quanto a diferença resulta da preparação para quando a oportunidade acontece, e não por sorte ou predestinação. Prepare-se sempre, o tempo inteiro. Tente ler mais livros, assistir mais programas culturais na TV, instruir-se em ciências correlatas ao foco do seu trabalho, procure ser um eficaz trabalhador em grupo, tente descobrir as oportunidades ocultas atrás dos problemas e, finalmente, aprenda com seus erros.

Related Posts

Como escolher entre os 4 principais estilos de...

Lean startup: entenda o que é e quais são seus...

5 mudanças na contabilidade que você precisa...

Deixe uma resposta