Site icon Blog Alterdata

Como escolher o seu sistema de caixa de loja em 11 etapas

Sistema de Caixa de Loja

Se você empreende no setor da moda, em estabelecimentos físicos ou e-commerce, precisa ter muito cuidado ao escolher um bom sistema de caixa de loja. Isso porque, hoje em dia, é praticamente impossível gerenciar um comércio do tipo sem um bom ERP.

O problema é que existem muitos softwares ruins no mercado, que não têm todas as funcionalidades necessárias para um bom funcionamento do sistema de caixa de loja. Por isso, você deve ser estratégico no momento de fazer essa escolha.

11 etapas para escolher um sistema de caixa de loja

Uma boa maneira de escolher o seu sistema de caixa de loja é observar alguns fatores. Lembre-se que é importante ter um programa que não sirva apenas para controlar as suas receitas e despesas, mas que também se aplique a outras áreas do negócio.

A seguir, apresentaremos uma série de etapas que recomendamos seguir, para fazer uma boa escolha de programa para loja. Não deixe de conferir!

1. Observe se o sistema se adapta a diferentes cenários

É importante que você tenha um sistema para lojas que se adapta a diferentes cenários e modelos de negócio. Isso dá versatilidade ao gerenciamento de estabelecimentos individuais, redes próprias e franquias.

Além disso, o sistema também deve fazer o gerenciamento de produção, armazenagem (WMS) e expedição nas vendas por atacado.

Geralmente, os sistemas do tipo são indicados para lojas:

2. Considere as funcionalidades de vendas e relacionamento com os clientes

É muito importante que o sistema de caixa de loja também tenha funcionalidades de vendas e relacionamento com os clientes, inclusive via redes sociais, como o Instagram.

Isso possibilitará que você conquiste novos clientes e fidelize os que você já tem. Além disso, poderá acompanhar bem de perto o crescimento da sua empresa.

Por meio de uma interface amigável e acessível pelo computador ou dispositivos móveis, o sistema de caixa de loja precisa permitir uma gestão completa de relacionamento com os clientes, para que você consiga retê-los e gerar ainda mais negócios.

3. Confira se o sistema segue a legislação brasileira atual

É de demasiada importância que o sistema para loja esteja 100% homologado para atender todas as exigências da legislação brasileira.

Entre outras regras, o programa precisa estar adaptado para a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Essa legislação entrou em vigor recentemente e visa proteger as informações confidenciais dos usuários.

As empresas que não segui-las à risca poderão ser multadas e, por isso, é tão importante ter um software que segue todas essas diretrizes.

4. Analise o armazenamento de notas fiscais

O sistema de caixa para loja precisa ter um armazenamento automático em nuvem das notas fiscais emitidas pelo CNPJ.

Dessa forma, você poderá ter um maior controle sobre as receitas do estabelecimento, além de cumprir com a obrigação fiscal de guardar as notas emitidas.

Isso facilitará muito para que o seu contador faça os cálculos relativos ao pagamento de impostos e garanta que tudo esteja legalizado na sua loja, por exemplo.

5. Considere o aceite de múltiplas formas de pagamento

É necessário que o sistema de caixa de loja considere o aceite de múltiplas formas de pagamento no PDV.

Isso é importante para que você sempre possa aceitar a forma de pagamento preferida do seu cliente, evitando que isso se torne um impasse para ele realizar a compra.

Um bom programa permite que sejam aceitos pagamentos em dinheiro, com cartão de crédito e débito, por transferências Pix, entre outros.

6. Veja se é possível fazer configurações personalizadas

Cada empresa é única e tem as suas necessidades específicas. Por isso, é bem importante que o sistema de caixa de loja permita a realização de configurações personalizadas.

Dessa forma, você poderá adaptar o sistema, de acordo com a realidade e as necessidades da sua loja.

7. Verifique se há um campo para gestão de promoções e campanhas

É importante que você veja se há um campo destinado para a gestão de promoções e campanhas no sistema.

Essa área pode servir para que você possa gerenciar as promoções  que fizer na sua loja, sempre atualizando os preços de  forma rápida e prática, por exemplo.

8. Veja como são as ações de retaguarda do sistema de caixa de loja

Para que você faça a gestão do seu estoque e se previna dos excessos nas compras, convém que o sistema possibilite a realização de ações de retaguarda.

É importante que você identifique quais produtos têm maior giro e quais são os com menor procura e o programa precisa possibilitar isso.

Além disso, caso você tenha uma rede de lojas, poderá saber em quais regiões cada produto tem melhor desempenho para manter o estoque de acordo com a demanda.

Dessa maneira, você evita desperdícios e não perde dinheiro. O controle de estoque será feito facilmente e dispensando totalmente o uso de planilhas.

As ações de retaguarda também geram benefícios, tais como:

9. Analise as opções de controle de produção

Para que você dê um salto de qualidade na produção e controle de suas matérias-primas, eliminando gargalos do processo produtivo e simplificado, é interessante ter um sistema com essas funcionalidades.

No mercado, existem programas com um sistema de controle de produção totalmente voltado para o segmento da moda.

10. Veja como o sistema abrange o gerenciamento de armazéns

Gerir o estoque é muito importante e a atividade se torna cada vez mais complexa, de acordo com o crescimento do negócio.

Com uma boa solução para lojas, você otimiza os seus custos com estoque, aumenta a produtividade logística e diminui o número de operações, tendo o controle constante de endereçamento dos produtos em estoque.

11. Considere os recursos para gestão financeira

O seu programa também precisa considerar a gestão financeira, por meio do Demonstrativo de Resultado do Exercício (DRE). Você poderá confrontar receitas, custos e despesas, verificando se a sua empresa está dando lucro ou prejuízo.

Você também poderá registrar de forma automática todos os recebimentos e pagamentos, a partir das vendas e entradas de notas fiscais. Isso evita conflitos na agenda financeira com um controle preciso do fluxo de caixa.

Todas essas funcionalidades necessárias para um sistema de fluxo de caixa são encontradas no sistema para lojas desenvolvido pela Alterdata. Você pode se aprofundar e conhecer mais sobre os benefícios desse programa visitando a nossa página.

A Alterdata tem anos de experiência no segmento e promete a você um sistema de fluxo de caixa para loja que realmente é eficiente. Com ele, você conseguirá organizar o seu negócio e potencializar as suas estratégias para conquistar bons lucros.

Também o convidamos para fazer uma avaliação gratuita do nosso programa. Para isso, basta preencher um cadastro e a nossa equipe entrará em contato com você.

Sair da versão mobile