ContabilidadeGestãoNegócios

Saiba como se adaptar com o fim do emissor de NF-e gratuito

2 Mins de leitura
Ebook Contabilidade Rural

As notas fiscais eletrônicas substituem as antigas notas de papel e são obrigatórias para todas as operações de venda. Atualmente o documento pode ser emitido tanto por meio de um software de gestão adquirido pelas empresas quanto por um emissor gratuito. Mas você sabia que o fim do emissor de NF-e gratuito está próximo?

Desde janeiro de 2017, o sistema está descontinuado. Depois desse período não foi mais possível fazer a atualização, nem o download do programa.

Veja abaixo algumas informações importantes sobre o fim do emissor de NF-e gratuito e saiba como se adaptar a essa nova realidade.

Por que a Fazenda vai descontinuar?

Desde 2006 os emissores gratuitos de NF-e e CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico) são disponibilizados a todos os contribuintes. Mas, apesar de todos os investimentos que a Secretaria da Fazenda fez para proporcionar essa oportunidade a todos os interessados, uma pesquisa mostrou que a maioria dos empresários optou por utilizar um software de gestão empresarial inteligente.

Esse levantamento de dados mostra que mais de 90% das empresas aderiram a um sistema único que lhes auxilia em várias tarefas — sendo uma delas a emissão de documentos fiscais.

Como se adaptar ao fim do emissor de NF-e?

Para aqueles que ainda utilizam o sistema de emissão de NF-e gratuito, a descontinuação do programa pode gerar certo desconforto. Para se adaptar ao fim do emissor é necessário adquirir um ERP (Enterprise Resource Planning ou, em português, Planejamento de Recursos da Empresa) que, apesar de ser pago, trará maiores vantagens às organizações.

Banner eContador Alterdata

Emissor de NFe Koopon Alterdata - blog

Como escolher e utilizar um novo sistema de gestão empresarial?

Escolher o novo sistema de gestão para emissão dos documentos fiscais é uma tarefa que deve ser realizada com tranquilidade, já que alguns softwares oferecem muitos benefícios a seus usuários — entre eles está a possibilidade de ter um controle rigoroso de estoque e do setor financeiro sem ter muito trabalho, afinal o sistema possui todas essas informações atreladas às notas fiscais eletrônicas emitidas.

Os ERPs são fáceis de ser utilizados, levando-se em consideração que a empresa fornecedora dos softwares também fornece assistência e treinamento para o seu uso. Caso haja alguma dificuldade, é só entrar em contato e pedir auxílio.

Quais são os 5 pontos importantes para emitir NF-e?

Para continuar emitindo as notas fiscais eletrônicas normalmente, além de ter um bom software instalado em sua máquina, é necessário observar os fatores citados abaixo:

  1. Computador com acesso à Internet;
  2. Cadastro na Sefaz (Secretaria da Fazenda);
  3. Certificado Digital;
  4. Inscrição Estadual ativa;
  5. Informações cadastradas no novo emissor, tanto do destinatário como do emitente.

Não espere o ano terminar para implantar seu novo sistema de gestão — comece a se preparar para o futuro agora mesmo!

Afinal, a emissão de tais documentos é essencial para o bom andamento de sua empresa e não pode ser afetada pelo fim do emissor de NF-e gratuito. Vale a pena se atualizar e conferir a oportunidade de melhorar a administração do seu negócio!

Gostou do post? Que tal assinar nossa newsletter e continuar tendo acesso a um rico conteúdo sobre notas fiscais eletrônicas e gestão de empresas?

Soluções em cloud para acelerar a produtividade e eficiência da equipe
300 Artigos

Sobre o autor
Diretor da Vertical de Gestão da Alterdata.
Artigos
Artigos relacionados
ContabilidadeInformativos

FGTS Digital

1 Mins de leitura
O que é? O FGTS Digital é uma nova forma de gestão integrada de todo o processo de arrecadação do FGTS. Tem…
Contabilidade

Sped EFD Contribuições: 4 pontos de atenção ao usá-lo

4 Mins de leitura
Entenda quais são os principais pontos de atenção na utilização do Programa EDF Contribuições.
Contabilidade

Fator R: conheça quais são as atividades sujeitas ao cálculo

4 Mins de leitura
Entenda o que é o Fator R, como é realizado seu cálculo e a sua importância dentro de uma estratégia de redução de custos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.