Ícone do site Blog Alterdata

FGTS digital: como o novo portal pode afetar sua empresa?

FGTS Digital

Com o intuito de desburocratizar a vida do empreendedor brasileiro, o governo federal criou o FGTS Digital.

Esse é um sistema voltado para os empregadores, para que tenham algumas de suas tarefas trabalhistas simplificadas.

O motivo é que, com ele é possível recolher com maior facilidade uma série de recursos devidos ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço.

Por se tratar de uma iniciativa que tem como objetivo simplificar a vida dos empregadores, o FGTS Digital precisa ser melhor entendido.

É por isso que este conteúdo foi criado.

O que é o FGTS Digital

O FGTS Digital será um portal que, resumidamente, vai usar os dados do eSocial para substituir o GFIP/Conectividade Social.

Trata-se de uma ferramenta de gestão integrada.

Ela cobre todo o processo de arrecadação do FGTS, viabilizando:

Para entender exatamente o que é o FGTS Digital, é importante compreender que ele reúne uma série de sistemas.

A ideia é aperfeiçoar os processos envolvendo a Caixa Econômica Federal com a criação da poupança do Fundo de Garantia por Tempo de Serviços.

Assim, a proposta é resolver um problema muito comum em dias atuais: o da negligência por parte dos empresários devido à complexidade que envolve essa obrigação.

De fato, a ideia é bastante promissora.

Com a implantação do FGTS Digital, toda a complexidade do cumprimento das exigências trabalhistas por parte do empreendedor tende a diminuir.

Como funcionará

A partir das remunerações declaradas no eSocial, haverá um sistema no qual os empregadores poderão realizar uma série de atividades. Este será o FGTS Digital.

Entre outras funcionalidades dele estarão o recolhimento de diferentes competências em um único documento e a geração de guias de maneira personalizada.

Isso significa gerar guias de acordo com as demandas do empreendedor. Dessa forma, será possível reduzir tempo e custo no cumprimento das obrigações.

Também será possível realizar uma série de procedimentos de maneira totalmente online.

Entre outros estarão a restituição, o estorno e o parcelamento.

Em resumo, serão várias ferramentas que permitirão uma ação mais rápida e precisa por parte do empregador.

Assim, é muito provável que sua prestação de contas com o FGTS seja facilitada.

Entre outras funcionalidades da plataforma estará a possibilidade de fazer os recolhimentos via PIX.

E a expectativa é que isso traga agilidade ainda maior ao processo.

Ou seja, é mais simplicidade para os empresários!

Quais são os objetivos do FGTS Digital

O FGTS serve para proteger o trabalhador caso seja demitido sem justa causa.

Para tanto, quando esse trabalhador é contratado com carteira assinada, o contratante precisa criar uma conta vinculada ao seu contrato de trabalho.

A obrigação do empregador é, no início de cada mês, depositar em nome do funcionário 8% do salário a que ele tem direito em uma conta na Caixa.

Dessa forma, ao sair da empresa, o profissional tem direito ao benefício para se proteger minimamente enquanto estiver desempregado.

Consequentemente, o FGTS Digital nada mais é do que uma forma de aperfeiçoar todos os processos que envolvem essa contribuição.

Com ele será possível:

Na prática, a solução representa uma forma de melhorar os processos a partir do uso da tecnologia. Por meio dela serão recolhidos os dados já existentes no eSocial.

De acordo com o governo, a ferramenta é capaz de gerar economia de aproximadamente 36 horas mensais.

Isso considerando somente o gasto com o recolhimento do FGTS.

No fim, a simplificação e desburocratização estarão no centro das transformações geradas pelo programa.

Como o FGTS Digital traz benefícios

Será preciso menos tempo para fazer o recolhimento do FGTS.

E isso vai acontecer porque a nova plataforma vai partir da base de dados do eSocial.

Consequentemente, será possível individualizar os débitos desde a origem.

Assim, bastará inserir o CPF para o trabalhador ser facilmente identificado.

Da mesma forma, os benefícios não se resumem aos empregadores.

Para os trabalhadores, o FGTS representará uma segurança maior.

O motivo é que com eles, os valores recolhidos serão devidamente depositados nas contas vinculadas.

Vale lembrar que em essência, o FGTS representa uma proteção a mais para essa categoria.

Com a adoção do PIX como meio de pagamento, a tendência é que também em relação a isso o sistema traga maior agilidade.

O PIX é uma ferramenta que torna mais fácil a ação do pagador, otimizando o processo.

Exemplos de melhorias

A partir do momento em que o FGTS Digital estiver disponível, processos como a retificação de informações serão facilitados.

Isso porque no sistema será possível modificar apenas a remuneração do colaborador em específico.

Assim, não existirá a necessidade de repetir os dados dos demais.

Com o sistema atual, caso um empregador conte com uma equipe de 200 funcionários, por exemplo, ele tem um grande problema.

Mesmo que seja necessário rever a remuneração de apenas um colaborador, faz-se necessário reenviar os dados de toda a equipe.

Isso exige tempo e atenção.

Dados referentes a toda uma equipe tornam o empreendedor mais sujeito a erros do que se ele tivesse que registrar um único profissional.

Outro fator que merece destaque é a possibilidade de gerar uma única guia visando o recolhimento de débitos de mais de um mês.

Neste caso, se a empresa demitir alguém sem que haja justa causa, poderá emitir uma guia personalizada. ,

Assim será possível fazer o pagamento de acordo com essa situação em epecífico.

Principais impactos

Existem dois impactos que certamente serão sentidos pelo empregador: o ganho de agilidade e a maior transparência às informações.

Será possível emitir documentos de maneira facilitada e realizar consultas.

Logo, um grande impacto do FGTS Digital é permitir ao empreendedor dedicar mais tempo para o seu negócio e menos tempo para a burocracia.

Pensando nas limitações que ao longo dos anos prejudicou vários empreendimentos no Brasil, isso representa um avanço significativo.

Como o sistema usa o eSocial como principal base de dados, isso dispensa o empregador de fazer o procedimento com o GFIP/Conectividade Social.

Na prática, o FGTS Digital surge como uma solução dentro do eSocial que, ao longo dos anos vem simplificando as relações trabalhistas.

Entendeu agora o que é o FGTS Digital e como lidar com ele?

Então acompanhe nosso blog e fique sempre por dentro de novas atualizações!

Sair da versão mobile