Site icon Blog Alterdata

Montando um e-commerce na sua loja de roupas em 5 passos

E-commerce para sua loja de roupa

Você já deve ter observado como a internet é um excelente ambiente para vender suas peças. Diversas ferramentas de divulgação, comunicação rápida com o cliente e vendas para todo o Brasil são algumas delas. Mas, então, vem a dúvida: como montar um e-commerce para uma loja de roupas? Afinal, será que não é mais fácil vender pelo WhatsApp, Instagram ou marketplace?

Por mais que as redes sociais sejam ótimos meios para vender suas peças, nada passa mais confiança ao cliente do que um e-commerce. Além de mais profissional, ele oferece segurança para os dados do cliente, protege o lojista de fraudes, mostra todo o portfólio de roupas, oferece diferentes opções de pagamento e permite mais controle do estoque. Enfim, um mundo de vantagens para sua loja de roupas.

Se você quer abrir um e-commerce para sua loja de roupas, confira neste texto os 5 principais passos:

5 passos para montar o e-commerce da sua loja de roupas

Criar um e-commerce envolve muitos fatores. Afinal, é o seu negócio em jogo; a imagem que você vai apresentar ao público. Então, se você quer migrar sua loja física para o meio virtual, confira os principais passos para que seu projeto crie corpo:

1. Planeje-se

Não dá para fazer nada sem planejamento, principalmente seu e-commerce. Afinal, se uma loja de roupas física precisa ser planejada, por que a virtual não seria?

Antes de tudo, veja quais são os objetivos, quanto vai custar, qual a margem de lucro que pretendem obter, como ele será divulgado, qual a identidade visual, quem será responsável pelo design, qual a plataforma de hospedagem, prazo de entrega e muito mais.

Boa parte deste planejamento você vai conferir neste post.

2. Escolha a plataforma

Um e-commerce precisa ser hospedado em uma plataforma específica para vendas. Afinal, ele não é um simples site. Nela, ficarão armazenados seus produtos, serviços, dados demográficos e de cartão de crédito do cliente. Então, qualquer instabilidade pode significar uma queda considerável nas suas vendas.

Existem plataformas gratuitas e pagas, mas você precisa entender sobre suas necessidades para escolher qual a mais adequada ao seu e-commerce de roupas:

Mas como escolher a plataforma inicial? Avalie:

3. Integração com ERP

O  Enterprise Resource Planning ou ERP é um software de gestão que organiza os dados de uma empresa de forma simples, para que todas as equipes trabalhem em sintonia e acompanhem todos os processos. É nele, por exemplo, que você organiza todo o seu estoque, pedidos, pagamentos, emissão de notas fiscais e despachos de mercadorias.

Além de servir como centro de comando, permitindo que todas as atualizações da empresa estejam disponíveis em um mesmo local, o ERP tem armazenamento em nuvem, ou seja, pode ser acessado em qualquer local com internet.

Integrar o ERP da loja de roupas com o e-commerce traz diversos benefícios para seu negócio;

O ERP da Alterdata tem fácil integração com plataformas de e-commerce, por exemplo.

4. Gateways de pagamento

Antes de tudo, vale esclarecer: o que é um gateway de pagamento?

Basicamente, é um software que facilita a transação entre e-commerce e comprador. Resumindo: funciona como uma máquina de cartões de crédito, mas para o ambiente virtual.

Quando o usuário faz uma compra via crédito, ele escolhe a bandeira do cartão, digita o número, o código de segurança e a quantidade de parcelas. Então, o gateway de pagamento entra em contato para saber se há saldo disponível para fazer a compra. Em caso afirmativo, a compra é confirmada imediatamente.

Da mesma forma que você faz ao adquirir sua maquininha, é preciso ter cuidado e estudar as opções disponíveis no mercado antes de escolher o seu:

5. Identidade visual

Além de toda a parte mais técnica, é hora de falar sobre algo muito importante para atrair o cliente: o layout da sua loja. Ele precisa obedecer diversos critérios:

Ser responsivo

Hoje, a maior parte dos brasileiros com acesso a um smartphone compra pelo aparelho. De abril a outubro, a porcentagem de usuários que usa o dispositivo para fazer uma compra aumentou de 85 para 91%. Portanto, ter um layout que se adapte a qualquer tamanho de tela é  essencial para a sobrevivência do seu negócio.

Obedecer à identidade visual da loja

A identidade visual envolve todos os elementos visuais que caracterizam a sua loja de roupas — é essencial para o posicionamento. Portanto, envolve a tipologia, imagens, cores e, claro, o layout do seu e-commerce.

A identidade visual é essencial para que o usuário enxergue personalidade na sua loja. Ela também será responsável por marcar o seu e-commerce na memória do cliente.

Estar alinhado ao SEO

Search engine optimization ou SEO é um conjunto de normas de otimização para que seu e-commerce apareça nos principais resultados das plataformas de busca. Ele é fundamental para qualquer plataforma (blog, redes sociais, site), mas principalmente para uma loja de roupas virtual.

Embora a maior parte esteja envolvida com o texto, o SEO também envolve HTML. Portanto, é preciso ter atenção a esse detalhe.

Como visto, esses são apenas alguns elementos para a criação do seu e-commerce — ainda é preciso cuidar da escolha das peças, marketing e redes sociais. Mas com esses passos listados, você já deu os principais passos para transformar o sonho da loja de roupas virtual em realidade.

Você já tem um e-commerce para sua loja de roupas? Qual a diferença que ele fez nas suas vendas? Deixe seu comentário no post!

Sair da versão mobile