4 dicas para ser um síndico referência

O síndico é um profissional fundamental para o bom funcionamento, organização e manutenção de um condomínio. Certificando que todas as contas estão em dia, garantindo a segurança e o bem-estar dos moradores e planejando melhorias para o edifício, ele precisa de atenção constante para manter-se à altura da demanda.

Mas como tornar-se o síndico de que seu condomínio precisa? Com algumas práticas certeiras e simples, você poderá aprimorar suas habilidades, adquirir importantes conhecimentos e destacar-se cada vez mais nesse papel. Continue a leitura e mãos à obra!

1. Conheça as regras do condomínio

Agendamento da área de churrasco, horário para usar a piscina ou as quadras, visitas… Cada edifício tem suas próprias regras para assegurar a boa convivência e a segurança de todos os moradores. Sua tarefa como síndico é certificar-se de que todas essas regras são devidamente cumpridas e, portanto, é fundamental que você conheça-as muito bem.

Isso é importante também para a hora de esclarecer possíveis dúvidas dos moradores (ou interessados em se tornarem moradores), assim como para a discussão e proposta de novas medidas para o edifício.

2. Seja organizado

Quem lida com regras, dados e dinheiro precisa, obrigatoriamente, ser uma pessoa organizada. Portanto, o síndico deve ser capaz de manter em ordem todas as cobranças, registros e todas as informações originárias de sua função. Você é responsável, também, por manter os documentos do edifício em ordem.

Caso isso não aconteça, além de dificultar muito seu próprio trabalho, você pode acabar prejudicando diretamente algum dos moradores — por exemplo, ao cobrar uma taxa de condomínio que já havia sido paga.

Já deu para ver que não dá para deixar a organização de lado, não é? Para te ajudar com isso, procure por um sistema de automatização, facilite seu trabalho e garanta sua organização!

3. Promova na comunicação

Lembre-se: por mais que você exerça o trabalho de síndico e tenha demandas da função, o condomínio não é uma empresa. Você está lidando com famílias e seus lares e, dessa forma, é bastante comum que quaisquer incômodos ou desentendimentos se tornem pessoais. Como síndico do edifício, cabe a você manter a cabeça no lugar e tratar todos os casos com racionalidade, paciência e atenção.

Esforce-se para estabelecer uma boa comunicação não apenas entre você e os moradores, mas entre os próprios condôminos. Assim, eles poderão resolver várias situações sozinhos e, quando for necessário, recorrer ao seu aconselhamento.

4. Seja transparente

Como síndico, você manuseia o dinheiro dos condôminos, que colocam sua confiança em você para o pagamento de contas, para a manutenção dos equipamentos e, enfim, para certificar-se de que tudo está correndo como deveria e que todos podem permanecer confortáveis e seguros.

Nesse contexto, é fundamental que os moradores possam sempre confiar em você para ser transparente em relação a gastos, orçamentos e projetos para o edifício. Se você está planejando uma reforma, converse com os condôminos sobre o assunto antes de tirá-la do papel. Eles têm, afinal, todo o direito de saber para onde seu dinheiro está indo e o que está acontecendo na administração do edifício.

E então, pronto para melhorar como síndico e aprimorar cada vez mais o bem-estar do condomínio e de todos os moradores? Tem outras dúvidas ou sugestões sobre o assunto? Deixe seu comentário e entre para a conversa!

Related Posts

Conheça os principais níveis de gestão e descubra em...

#FeitadeGente – Dennys e Dora

Contrato de aluguel: saiba como otimizar a gestão da...

Deixe uma resposta